Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Encontro Pedagógico do Campus Ji-Paraná proporciona espaço de formação coletiva

Publicado: Sexta, 21 de Agosto de 2020, 13h36 | Última atualização em Sexta, 21 de Agosto de 2020, 13h39 | Acessos: 141

Encontro Pedagógico Ji Paraná1O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Ji-Paraná, iniciou no dia 28 de julho as ações de formação que compõem o Encontro Pedagógico da unidade. Considerados importantes para as estratégias escolares, os encontros proporcionam espaços de formação coletiva, em que é possível refletir e discutir as práticas pedagógicas desenvolvidas na instituição de ensino.

Segundo a Diretora de Ensino, Andreia Mendonça dos Santos Lima, o II Encontro Pedagógico do IFRO Campus Ji-Paraná aconteceu entre os dias 28 de julho a 19 de agosto. “Este foi um momento importante para a instituição e para os servidores. As capacitações permitem a renovação contínua do conhecimento, principalmente neste momento de isolamento social, em que muitos tiveram que se reinventar. Para isso, contratamos algumas palestras e cursos que foram realizados de forma remota, gerando uma economia para a instituição. Dentre as palestras, tivemos uma de Inteligência Emocional, ministrada a todos servidores pelo Master Coach Renan Fraya, da empresa Febracis de Porto Velho, para aprenderem a lidar com seus sentimentos neste momento de muitas mudanças. Tivemos ainda uma palestra sobre avaliação com o Dr. Cipriano Luckesi. E no mês de setembro teremos um curso sobre Ensino Híbrido com o professor Dr. José Moran e com a Dra. Dênia Falcão de Bittencourt. Assim, permitir aos servidores ações de capacitação foi uma forma de assegurar a qualidade da equipe, alcançar o sucesso e bons resultados”.

A programação iniciou com a reunião com a Diretoria de Ensino, a Direção-Geral, o Departamento de Apoio ao Ensino (DAPE) e o Núcleo de Atendimento a Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE). Na pauta dos temas debatidos na reunião estavam experiências exitosas no AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) e considerações sobre o planejamento de ensino.

Nos dias posteriores, ocorreram ambientação dos novos servidores as seguintes palestras: Inteligência Emocional: usando as emoções a seu favor, com Renan Fraya (Febracis); Perspectivas de inovação em Educação com o uso de TIC, com a Professora Maria Elizabeth Bianconcini Trindade Morato Pinto de Almeida (PUC-SP); EFEX: Espaço, Formação e Experimentação em Tecnologias Assistivas – Ferramentas de Inclusão e Ambientação: Novo Layout do AVA, com a Coordenadora de Educação a Distância do Campus Ji-Paraná, Ilma de Souza Fausto.

No dia 4 de agosto, ocorreu um bate-papo sobre Colaboração, empatia e engajamento no período de ensino, mediado por Sara Duarte e Fernanda Furuno. E no dia 7 de agosto foi a vez da Demonstração Prática: Preenchendo diários no SUAP, com o Professor Thiago Kaiser do IFRO Campus Cacoal. No dia 10, a palestra foi sobre Para onde vamos: passos metodológicos do ato de avaliar a aprendizagem em sala, com Cipriano Luckesi.

A programação continua no mês de setembro. No dia 1º terá o Grupo de Formação: Pedagogia da Alternância - Práticas e Metodologias, com as Professoras Renata Luz (UNIRON) e Benilce Matos da Silva (UNIR). E haverá curso in company de 30 horas, a ser realizado em seis semanas, que iniciará no dia 3 de setembro e terminará no dia 9 de outubro, com os Professores Moran e Dênia Bittencourt.

 

Formação contínua

A Diretora-Geral do Campus Ji-Paraná, Letícia Carvalho Pivetta, afirma que o encontro pedagógico representa que estudar é preciso. “Ser eternos aprendizes conserva a juventude e a determinação em todos. Em um ambiente escolar, onde se lida com adolescentes e jovens, é fundamental atualizar-se. Neste momento, em que enfrentamos a pandemia da covid-19, que de um dia para o outro alterou completamente a rotina da escola, aprender é indispensável”. A Diretora complementa: “O encontro pedagógico tem proporcionado excelentes momentos neste sentido, em que temos aprendido e debatido sobre novas metodologias de ensino, novas ferramentas, relacionamentos interpessoais, entre outros, que representam um desafio neste momento de atividades remotas. Parabéns aos organizadores do encontro e bom proveito a todos”.

A promoção de espaços como os encontros pedagógicos tem por intenção o compartilhamento das experiências escolares, a discussão dos desafios enfrentados pelos profissionais da educação, a avaliação de ações já implementadas e o planejamento de ações futuras. As ações propostas pelo projeto do Campus Ji-Paraná buscaram atender às demandas de cunho pedagógico levantadas pela instituição e as necessidades apontadas pelo corpo docente, bem como dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos nos encontros pedagógicos anteriores.

O objetivo do Campus Ji-Paraná é levar todos os envolvidos a compreenderem as ações pedagógicas em andamento, bem como discutir e planejar ações para o desenvolvimento do Ensino no campus para este ano de 2020. Os objetivos específicos estabelecidos estão: refletir e discutir quanto às práticas de ensino que já têm sido desenvolvidas; verificar e discutir o atendimento à proposta dos projetos pedagógicos dos cursos; iniciar a discussão e elaboração dos planos de ensino para o ano, e conhecer e discutir formas de trabalho interdisciplinar.  

Para a Professora dos Cursos de Engenharia Florestal e Técnico em Informática, Emi Silva de Oliveira, “na escola, uma das mais importantes estratégias de planejamento são as reuniões pedagógicas. O objetivo desses encontros, realizados durante o ano letivo, é professores e coordenadores discutirem e acompanharem o andamento do processo de ensino. Neste ano mais do que nunca precisamos estar mais próximos, pois são muitas inovações. Assim, o Encontro Pedagógico foi importante para detectarmos algumas pequenas falhas que a gente cometeu ou comete e acaba não percebendo ao longo dos encontros, e isso ajuda a acertar esses pequenos detalhes”.

Sobre a dinâmica do Encontro Pedagógico, a docente conta que “este ano pandêmico está proporcionando uma inovação no conceito de interação e o Campus Ji-Paraná tem aproveitado e trazido pessoas de renome, como no caso da avaliação. Para mim, palestras como a do Cipriano Luckesi é algo inimaginável, pois eu fiz o magistério em 1999 e naquela época meus professores já utilizavam seus livros. São anos de experiência falando acerca de um assunto tão difícil para os facilitadores do conhecimento trabalhar cotidianamente. Apesar dos momentos difíceis que estamos vivendo, a pandemia tem possibilitado a participação em eventos como esse de autores que talvez em um momento diferente não pudéssemos presenciar no Campus Ji-Paraná, seja pelo custo ou pelas dificuldades de translado até o estado”.

Os encontros pedagógicos ainda ajudam a melhorar a organização progressiva dos conteúdos desenvolvidos em sala de aula, por meio do planejamento de propostas interdisciplinares na Instituição, minimizando prejuízos pedagógicos acadêmicos para os alunos. Além de oportunizar momentos de experiências coletivas.

O Chefe do Departamento de Apoio ao Ensino, Gleison Guardia, explica que “neste momento, todos os envolvidos com o Ensino Aprendizagem param para ouvir, refletir, compartilhar e aprender um pouco mais sobre os processos de ensinar, conviver e aprender. Nós, do Campus Ji-Paraná, podemos neste momento ouvir nossos companheiros de educação, sejam técnicos ou docentes, vivenciar a experiência que cada um possui da aprendizagem, entender nosso aluno, nos conhecer e, em síntese, poder evoluir para oferecermos o que temos de melhor, nosso conhecimento e vivência, para ajudarmos nossos jovens na caminhada do saber”.

 

Palestrantes

Para o II Encontro Pedagógico, outros campi do IFRO e o Campus Ji-Paraná contaram com a contratação de palestrantes para o momento de formação. As contratações atenderam ao objetivo estratégico institucional de aprimorar e intensificar o desenvolvimento e o uso de tecnologias e metodologias educacionais, listado no Mapa Estratégico do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2018-2022 do IFRO; atenderam à Política de Capacitação do IFRO, por buscar o aperfeiçoamento profissional e o desenvolvimento pessoal; bem como atenderem também às disposições do Decreto nº 5.707, de 23 de fevereiro de 2006, que institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da Administração Pública Federal, que tem entre seus objetivos o desenvolvimento permanente do servidor público.

A capacitação da equipe de uma organização constitui, ao lado da gestão e da valorização do esforço laboral, fator crítico para o seu sucesso. São as pessoas, capacitadas e motivadas, que operam os processos de uma instituição e fazem com que as metas estabelecidas sejam alcançadas. Diante do cenário atual de pandemia, em que houve o redirecionamento de todas as atividades de ensino para o formato de EaD, é necessário o investimento em formação de metodologias voltadas para a educação a distância.

Uma empresa especializada atendeu com curso de capacitação a demanda de 130 professores e servidores do Campus Ji-Paraná. A webconferência ocorreu no dia 10 de agosto, com tema “Para onde vamos: passos metodológicos do ato de avaliar a aprendizagem em sala de aula” e abordou questões metodológicas da investigação da qualidade da aprendizagem dos estudantes, sendo ministrada pelo Palestrante Cipriano Luckesi.

Cipriano Luckesi atua na área de avaliação escolar e formação do educador.  É professor aposentado da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal da Bahia, onde foi professor do Departamento de Filosofia, ensinando na Graduação, de 1971 a 2002. Licenciado em Filosofia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Católica do Salvador (1970), Bacharel em Teologia pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1968), Mestre em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (1976), e Doutor em Educação: História, Política, Sociedade pelo Programa de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992).

Entre os livros de Cipriano Luckesi, estão: Sobre notas escolares: distorções e possibilidades; Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições; Fazer Universidade: uma proposta metodológica; Filosofia da Educação; Avaliação da aprendizagem: componente do ato pedagógico; Avaliação da aprendizagem na escola: reelaborando conceito e recriando a prática, 2ª edição; Avaliação da aprendizagem na escola: reelaborando conceitos e recriando a prática; Educação e Ludicidade; O Inconsciente Emergente; Corporificando a consciência: teoria e prática da Dinâmica Energética do Psiquismo; Avaliação da aprendizagem escolar; Introdução à Filosofia: aprendendo a pensar; Introdução à Filosofia; Anais do Seminário Interdepartamental Sobre Avaliação; Filosofia da Educação; Série Estudos e Pesquisas: Prática docente e avaliação; Fazer Universidade: uma proposta metodológica. Além dos livros, tem vários capítulos de livros publicados em outras obras.

Além da palestra com Cipriano Luckesi, também foi contratada uma empresa especializada em transformar vidas por meio do Coaching Integral Sistêmico (CIS). O título da palestra dialogada foi “Inteligência Emocional: Usando emoções a seu favor”, ministrada por Master Coach Renan Fraya, e contribuiu para os servidores usarem a Inteligência Emocional para melhorar a qualidade de vida, na garantia de qualidade e segurança da saúde do servidor, com foco na realidade atual do momento, trabalho remoto e isolamento social devido à pandemia da covid-19. E trazendo benefícios para o processo de ensino, com o fortalecimento de um clima favorável para a aprendizagem, baseado em relações de respeito, equidade, confiança, cooperação e entusiasmo, influenciando no processo de aprendizagem do aluno, que também está em situação de conflitos emocionais causados pela particularidade do momento.

A Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico (Febracis) está no mercado desde 1998, tendo mais de 20 anos de experiência no assunto, transformando vidas e negócios. Foi fundada por Paulo Roberto Vieira, que é PhD em Business Administration e Mestre em Coaching pela Florida Christian University (FCU). Publicou os seguintes livros: O Poder da Ação, Decifre e Influencie Pessoas, O Poder da Autorresponsabilidade, Foco na Prática, Poder e Alta performance, Criação de Riqueza, Decifre seu talento e 12 Princípios para uma Vida extraordinária.

Por fim, também foi contratada empresa especializada na execução de curso de capacitação “SEI Soluções Educacionais Inovadoras Ltda.” para atender à demanda do Campus Ji-Paraná, na oferta do Curso In Company: Como Ensinar Online em Espaços Híbridos. Os ministrantes serão os Professores Dr. José Moran e Dra. Dênia Falcão de Bittencourt. Com carga horária de 30 h/a, na modalidade a distância, com três eventos ao vivo (Webinar) com os dois professores, e tutoria personalizada e em pequenos grupos. Nesse caso, participarão 80 servidores, com período de participação e conclusão do curso de agosto e setembro.

O ministrante José Manuel Moran é Doutor em Comunicação, Professor de Novas Tecnologias na USP (aposentado) e um dos fundadores da Escola do Futuro da USP. Gerencia pesquisas e projetos de inovação, com metodologias ativas e tecnologias digitais na educação presencial e online. É autor do livro A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá (Papirus) e do blog Educação Transformadora. 

Dênia Falcão de Bittencourt é Doutora em Educação pela USP. Desde o ano de 1997, atua como consultora, professora, pesquisadora e técnica de EAD e atua em projetos que envolvam Inovação da Educação, Metodologias Ativas e Tecnologias Digitais (Modelos híbridos e Educação a Distância), bem como, gestão pedagógica, gestão do conhecimento, gestão de pessoas e formação de professores. No Brasil foi precursora na EaD online, atuou no projeto LED UFSC/SENAI – 1º curso de pós-graduação em EaD Virtual (online), registrado na sua dissertação em 1999, que está disponível no banco de teses e dissertações da UFSC. Possui experiência nacional e internacional em projetos e formação de técnicos e professores em Modelos híbridos e Educação a Distância.  É Diretora da IPE (Inova Práticas Educacionais), em que atua em projetos nas áreas de sua expertise.

O curso será realizado na modalidade a distância e terá como base o conhecimento prévio dos alunos-professores e a reflexão que se dará sobre as práticas pedagógicas dos participantes. Todos os temas terão uma parte de apresentação e interação motivacional, pesquisa teórica, reflexiva e de debate, e outra parte prática, para aplicação e produção de produtos de aprendizagem. Ao realizar as atividades práticas, os cursistas aprendem novos conhecimentos, desenvolvem competências cognitivas e socioemocionais, de forma a conhecer os próprios interesses; realizam ações em colaboração com colegas; definem um problema, acessam, analisam, relacionam, produzem e compartilham conhecimentos, transformando planos em ações. Além de analisar e avaliar o processo vivido de modo crítico e com foco no aperfeiçoamento de suas práticas docentes.

A organização do curso é composta de cinco temas. A primeira parte geralmente é feita através de mobilização ao tema, com interação por meio de um recurso multimídia motivacional, seguindo para atividade de aprofundamento em conteúdos na forma de texto ou hipertexto, e depois a realização de atividades previstas para serem feitas por meio do estudo autônomo e colaborativo, no Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA).

  • Encontro_Pedagógico_-_Ji-Paraná1
  • Encontro_Pedagógico_-_Ji-Paraná2
Fim do conteúdo da página
-->