Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

3ª Corrida de carrinhos de ratoeira tem equipes da Coordenação do Curso Técnico em Química como campeã e vice

Publicado: Segunda, 03 de Dezembro de 2018, 17h09 | Última atualização em Segunda, 03 de Dezembro de 2018, 17h27 | Acessos: 310

Campus Calama carrinho de ratoeira 1

A 3º Corrida de Carrinhos de Ratoeira foi realizada no IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Porto Velho Calama. Os títulos de campeã e vice ficaram com representantes da Coordenação do Curso Técnico em Química. O alcance dado por uma ratoeira ao carro que deve ser feito totalmente por papelão e CDs superou em muito os adversários. As equipes “Capivaras Voadoras” e “Hiroshima” ocuparam os dois primeiros lugares, com o feito de ser campeão consagrado com a distância de 57 metros, para a utilização de uma ratoeira apenas. As regras para as atividades são rígidas e não permitem a inclusão de motores e outros aspectos que auxiliem a locomoção, devendo ser empregada apenas a ratoeira, já que o intuito é produzir algo que aproveite e maximize a transformação entre a energia potencial elástica e a energia cinética.

Foi a primeira vez que as equipes da Coordenação do Curso Técnico Integrado em Química alcançaram a vitória, um patamar que somente era desfrutado pelas equipes do Curso Técnico Integrado em Eletrotécnica. A professora de Química, Jamile Mariano, ressaltou durante a cerimônia de premiação o empenho dos discentes que atuaram na atividade e lograram êxito em trazer o título para a coordenação, bem como a satisfação em entregar o prêmio aos discentes na noite após a corrida.

Segundo a Coordenadora do Curso Técnico em Química, Maria Odaise, a equipe campeã foi composta por estudantes do 2º ano de Química matutino e ao invés de levar o troféu para a casa de algum dos membros, Pedro Augusto da Costa Silva, Rakel Bresolin Nunes, Camila Carolina Kaszewski, Maria Luiza Furtado Cutrim e Karen da Silva Tenório resolveram deixá-lo na CCTQ.

Corrida

Durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), a Coordenação do Curso de Licenciatura em Física (CCLF) desenvolveu atividades no sentido de promover a integração entre os cursos técnicos e de graduação do Instituto Federal de Rondônia. Neste sentido, foi promovida em conjunto a 3° Corrida de Carinhos de Ratoeira, sob a coordenação dos docentes Laffert Gomes Ferreira da Silva e Hualan Patrício Pacheco. A atividade de ensino foi voltada para a aplicação do que se trabalha em sala de aula, a partir do questionamento: qual a potência de uma ratoeira e qual o trabalho que ela pode realizar sobre um objeto?

O primeiro carrinho de ratoeira do IFRO surgiu há três anos, com estudantes do segundo ano do Curso Técnico em Edificações, modalidade Integrado ao Ensino Médio, através de uma atividade de prática de laboratório. No protótipo, os discentes aproveitavam a energia potencial elástica armazenada pela mola de uma ratoeira e a transformaram em energia cinética a ser aproveitada por um “carrinho”. Essa foi a primeira atividade e deu origem, no bimestre seguinte, à 1° Corrida de Carrinhos de Ratoeira do IFRO – Campus Calama. Naquele momento o modelo desenvolvido pela turma de Edificações percorreu cinco metros, distância que atualmente não daria à equipe nem a oportunidade de participar da etapa classificatória para as finais.

Nesses três anos, a atividade passou a ser realizada em grande escala, chegando a 30 turmas e aproximadamente 600 alunos de todos os turnos da instituição e de instituições externas. Na primeira e segunda edição as equipes da Eletrotécnica dominaram o pódio, galgando o primeiro lugar nas duas edições, com a equipe “Monstrinho” que lançou tendência ao acoplar uma alavanca ao eixo da ratoeira, permitindo que a energia fosse transferida progressivamente para as rodas e não de maneira súbita como acontecia até então.

Na edição deste ano, um dos carros que chamou atenção foi o da “Equipe Garotos de Programa”, do primeiro ano matutino do Curso Técnico Integrado em Informática. O projeto foi baseado nos carros de Fórmula 1, alcançando 30m e ocupando o prêmio de miss simpatia. Já a equipe formada por alunos da Escola Estadual Prof. Daniel Neri da Silva, que no ano de 2017 veio a título de participação, em 2018 os componentes após serem aprovados no processo seletivo do IFRO puderam participar como discentes institucionais.

Conforme o professor Hualan, o intuito é o de promover as práticas em ensino que não podem deixar de contemplar o contexto físico no mundo real. “Em virtude da grande aceitação pelos discentes, a atividade perdurou por todos esses anos. Pensamos que a prática pode continuar indefinidamente, pois fortalece o ensino e a aplicação dos conceitos desta e de outras disciplinas no cotidiano. Quanto à pergunta inicial sobre a potência de uma ratoeira, podemos parafrasear o grande computador Multivac, que aparece nos contos do grande escritor de ficção científica Isaac Asimov (The Last Question) e dizer que temos ‘dados insuficientes para uma resposta significativa’, assim, guardaremos a resposta para as próximas edições, que com certeza trarão a resposta a esta última pergunta”, finaliza.

Fim do conteúdo da página