Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Turma de Arquitetura e Urbanismo do Campus Vilhena participa de visita técnica no Mato Grosso

Publicado: Sexta, 25 de Outubro de 2019, 10h22 | Última atualização em Quinta, 31 de Outubro de 2019, 18h46 | Acessos: 270

Visita técnica de Arquitetura 2A turma do segundo ano do curso de Arquitetura e Urbanismo participou, de 23 a 27 de setembro, de uma visita técnica para aprofundar conhecimentos sobre arquitetura histórica. Complementar às disciplinas de História da Arte e História da Arquitetura, a visita foi realizada no estado do Mato Grosso passando por centros históricos de Cáceres, Cuiabá e Chapada dos Guimarães para conhecer a arquitetura colonial e o estilo rococó/barroco.

Segundo os organizadores, foram dias de bastante conhecimento, em que os acadêmicos observaram elementos arquitetônicos e urbanísticos, foram estimulados a comparar a arquitetura moderna com a atual, aprenderam também sobre patrimônio material e imaterial, participaram de oficina de adobe (uma espécie de tijolo à base de terra, água e fibras naturais) e do evento “Primavera dos Museus”, realizado na Universidade Estadual do Mato Grosso (UNEMAT) com palestrante internacional especializado em história da arte.

A turma visitou vários museus, inclusive alguns que estão fechados ao grande público, graças à colaboração de servidores do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), que viabilizaram visitas guiadas a diversos museus e igrejas, em Chapada dos Guimarães e em Cuiabá. Na avaliação dos docentes, a parceria com o IPHAN tem sido muito produtiva para ambas as instituições e em breve alguns alunos de arquitetura iniciarão estágio no órgão.

Um dos professores responsáveis pela visita, Eder Diniz, destacou que os acadêmicos também puderam observar a atuação do profissional da arquitetura no processo de restauração de edificações históricas, o qual exige muitos conhecimentos técnicos. “Toda a parte teórica das aulas pôde ser vivenciada e aplicada na prática. Os estudantes puderam compreender que a  arquitetura precisa dialogar com uma série de outras áreas técnicas e que o patrimônio histórico precisa ser preservado e valorizado”, explanou. Também estava na organização o docente Rodrigo Buss Back.

Lorena Gonçalves Parlotti relatou que a visita proporcionou um conhecimento mais visível e palpável. “Adquirimos conhecimentos históricos sobre a arquitetura, de como era o sistema construtivo e como as pessoas desenvolveram técnicas construtivas para resolver problemas de conforto térmico da região. Também vimos a plástica dos estilos barroco, neoclássico e neogótico, além da estética rebuscada e contrastante com nossa realidade atual. Pudemos entender como a história local foi sendo construída e edificada. Com certeza foi muito importante, pois é necessário ver, compreender e realmente apreciar a arquitetura histórica. Respeitar a nossa história, pois o que foi construído teve que passar por várias fases, estilos e técnicas diferentes. Ampliamos a visão do que a arquitetura foi e do que está sendo e se tornando, pois creio que projetar algo atual, contemporâneo não pode anular o que foi feito e o que nos define arquitetonicamente”, argumentou.

  • Visita_técnica_de_Arquitetura_1
  • Visita_técnica_de_Arquitetura_2
  • Visita_técnica_de_Arquitetura_3
  • Visita_técnica_de_Arquitetura_4
Fim do conteúdo da página
-->