Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Vilhena recebe capacitação em acessibilidade e inclusão

Publicado: Segunda, 03 de Abril de 2017, 11h33 | Última atualização em Quinta, 08 de Março de 2018, 18h20 | Acessos: 2363

Fotos da palestras de Acessibilidade e Inclusão 9O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Vilhena, realizou nos dias 29 a 31 de março palestras de Acessibilidade e Inclusão. A atividade faz parte das ações do Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas em parceria com Coordenação de Assistência Estudantil. Além das palestras, integraram o evento o Workshop Básico de LIBRAS e a oficina Guia-Intérprete.

Segundo o ministrante, Hélio Fonseca, o evento é uma oportunidade para refletir sobre o processo de inclusão social, na dimensão comunicacional e linguística. Ele apresentou práticas bem sucedidas de convivência digna e respeitosa na escolarização de pessoas com deficiências. Participaram das palestras os técnicos administrativos, docentes, discentes do ensino médio integrado, acadêmicos do curso de Licenciatura em Matemática, Análise e Desenvolvimento de Sistema e Arquitetura e Urbanismo, além de representantes da Associação dos Surdos, UNIR, SEMEC, SEDUC e APAE.

Conforme a Diretora de Assuntos Estudantis, da Pró-Reitoria de Ensino (PROEN), Zenete Ruiz da Silva, "com a realização desse evento o campus dá mais um passo em favor da implementação de ações voltadas à política de integração e inclusão no IFRO. Os participantes tiveram a oportunidade de discutir sobre o trato com estudantes cegos, surdos, deficientes, autistas, pessoas com síndrome de Down, dentre outras especificidades, na sociedade e em especial no espaço escolar. Momentos como esses são indispensáveis para o bom atendimento e desenvolvimento do trabalho pedagógico com vistas à permanência e êxito do público especial".

Para a coordenadora do NAPNE no Campus Vilhena, Vera Lúcia de Ribeiro de Azevedo, foi um evento que superou as expectativas “contribuindo para uma visão mais ampla na perspectiva educacional inclusiva, a qual permite a convivência de todos, valorizando a diversidade, respeitando o ritmo e de desenvolver meios para eliminar barreiras para efetiva participação de pessoas nos vários âmbitos da vida social”. Vera Lúcia ainda avalia que o evento buscou contemplar a todos, de alunos e servidores a parceiros institucionais, mostrando a importância de se adotar práticas inclusivas na prática da escola, assim como na sociedade em geral.

 

  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__1
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__10
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__11
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__12
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__13
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__2
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__3
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__4
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__5
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__6
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__7
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__8
  • Fotos_da_palestras_de_Acessibilidade_e_Inclusão__9
Fim do conteúdo da página
-->