Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Avançado São Miguel do Guaporé orienta população sobre risco das queimadas ao meio ambiente

Publicado: Quinta, 29 de Agosto de 2019, 17h11 | Última atualização em Quinta, 29 de Agosto de 2019, 18h22 | Acessos: 340

Campus Avançado São Miguel do Guaporé Palestra 2

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia, Campus Avançado São Miguel do Guaporé, realizou palestra com o tema “Queimadas e Consequências”, como forma de conscientizar alunos e população. A atividade ocorreu no dia 28 de agosto, com alunos do 7º ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental Deonildo Caragnatto. A palestra foi ministrada pela Diretora de Ensino da unidade, Gisele Renata, que é Mestre em Ciências Ambientais.

Para o servidor Edielsom Almeida, que acompanhou a atividade, as principais perdas em consequência das queimadas, estão na diminuição da biodiversidade, aumento das doenças respiratórias em razão dos gases liberados na atmosfera, agravamento do aquecimento global, contribuindo para elevação da temperatura, intensificação da erosão nas áreas atingidas pelo fogo e diminuição da fertilidade do solo, que perde matéria orgânica e umidade.

Segundo o Diretor do Campus, Miguel Zamberlan, a população pode contribuir com a prevenção de incêndios por meio de atitudes como não jogar filtros de cigarros nas estradas ou em terrenos baldios, não fazer fogueiras próximas à vegetação e não queimar móveis ou lixo, bem como não jogar lixo no meio ambiente e avisar as autoridades competentes como o Corpo de Bombeiros no caso de identificar focos de incêndio.

Sobre as queimadas

No Brasil as queimadas são provocadas com intuito de desmatar e queimar para aumentar áreas a serem cultivadas seja para o cultivo de grãos ou para a formação de pastagens. Após a incidência do fogo, o solo fica mais suscetível a erosões e pragas, por isso, as queimadas não possuem nenhum benefício para natureza. Todos os anos, no período de estiagem, entre os meses de abril a setembro, o número de queimadas salta de forma significativa, se comparado aos períodos de outubro a março. Embora a ação do homem seja a causa principal das queimadas, elas também acontecem por meio de descargas elétricas (Fonte: INPA, 2019).

Fim do conteúdo da página
-->