Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudantes debatem memórias de Guajará-Mirim e região

Publicado: Sexta, 13 de Abril de 2018, 08h04 | Última atualização em Sexta, 13 de Abril de 2018, 08h05 | Acessos: 452

Palestra 1.1

A passagem do aniversário do município de Gujará-Mirim (dia 10 de abril) foi tema de aula para estudantes do primeiro e terceiro ano do Curso Técnico em Biotecnologia, período vespertino, no IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim. O memorialista e historiador Anisyo Gorayeb foi o palestrante, na atividade realizada no dia 11 de abril, com o intuito de ampliar os conhecimentos da comunidade acadêmica em torno da história local.

O município de Guajará-Mirim contribuiu para o desenvolvimento histórico do estado de Rondônia. Com isso, a palestra colaborou na percepção e valorização dos potenciais motivadores da iconografia arquitetônica, monumental e histórica que envolve o passado e o presente no ensino, pesquisa e extensão.

Segundo o Professor de Artes do Campus Guajará-Mirim, Carlos Bosquê, este debate servirá de referência para o segundo ano de visitas técnicas ao município, em que os estudantes irão aprender sobre o patrimônio histórico arquitetônico, com estudos sobre estilos, locais e suas características. Em parcerias interdisciplinares com projetos a serem desenvolvidos junto à população e à comunidade escolar. Ainda segundo o docente, todos os alunos do campus podem participar.

Segundo Coordenador de DEPEX (Departamento de Extensão), Phellype Kaayya Luz, o evento foi desenvolvido junto com a UNIR (Universidade Federal de Rondônia), demonstrando o reconhecimento em torno das atividades de extensão desenvolvidas pelos docentes do IFRO, que geram maior integração entre as instituições de ensino e a população. “Este ano foi de imenso valor comemorar a instalação de 89 anos do município com os potenciais vinculados ao curso de Biotecnologia, que foi a seringueira, a borracha e os diversos seringueiros”. O professor ainda ressalta que a presença do historiador Anisío Gorayeb contribui para valorização de suas riquezas locais, principalmente sobre a cultural, na qual coloca os estudantes como protagonistas para novas histórias e projetos de transformação.

Já a Professora Geane da Silva Tavares falou para os alunos focarem na beleza da terra onde nasceram, planejando um futuro que valorize o seu local e desenvolva e resgate a beleza da cidade ajudando em seu potencial e crescimento. Para o docente Décio Keher Marques é também necessário ter consciência de história e entrelaçamento com a região de Guajará-Mirim.

Fim do conteúdo da página