Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudante do IFRO representará Rondônia no Parlamento Jovem Brasileiro

Publicado: Quarta, 30 de Setembro de 2020, 10h37 | Última atualização em Quarta, 30 de Setembro de 2020, 10h42 | Acessos: 20536

aluna eduarda caroline 800pxA estudante Eduarda Caroline Machado de Souza, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Colorado do Oeste, foi selecionada para representar o estado de Rondônia como deputada jovem na 17ª edição do Programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), em Brasília. O programa objetiva proporcionar aos jovens estudantes a simulação da jornada de trabalho dos deputados federais.

Para a seleção, os participantes criaram um projeto de lei com o objetivo de buscar soluções para questões relativas a contextos sociais locais, culturais ou econômicos. Na etapa estadual haviam sido aprovados quatro projetos no estado, sendo que três projetos pré-aprovados para o PJB foram de alunos do IFRO.

Eduarda, que representará Rondônia, é aluna do 3º ano do curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio do IFRO, Campus Colorado do Oeste, e moradora do município de Cabixi (RO). O projeto que ela desenvolveu aborda a temática de educação antirracista, tendo como objeto central a discriminação racial e as suas consequências na sociedade.

A estudante soube no dia 18 de setembro que foi aprovada entre os 78 jovens brasileiros para exercerem o mandato como deputados jovens na Câmara dos Deputados, em Brasília, durante cinco dias, de 11 e 14 de maio de 2021. Ela conta como foi a reação ao saber que foi selecionada. “Quando recebi a notícia fiquei muito surpresa e feliz. Minha família ficou emocionada com o resultado. Como meus pais são professores, eles sempre me incentivaram a me dedicar aos meus estudos e a ter a educação como prioridade em minha vida. Uma das melhores partes do processo foi ver que eles estão orgulhosos de mim”, contou a estudante.

Avaliando a participação dos estudantes do IFRO na edição 2020 do Parlamento Jovem, o Reitor Uberlando Tiburtino Leite explica haver um alinhamento significativo com os objetivos do Instituto Federal.  “A educação que ofertamos objetiva qualificar pessoas em diversas áreas do conhecimento e em áreas estratégicas para o país, mas principalmente objetiva formar cidadãos e cidadãs capazes de perceberem as diversas demandas da sociedade e de proporem soluções para a resolução desses problemas, para o atendimento das demandas, promovendo o desenvolvimento socioeconômico do país, com a equidade na distribuição de renda, e na geração de bem-estar para todos e para todas”. Do IFRO Campus Guajará-Mirim, Anna Beatriz Moraes de Menezes Bezerra e Ester Melo dos Passos também haviam sido pré-selecionadas na etapa estadual do Programa Parlamento Jovem Brasileiro.

O Diretor-Geral do Campus Colorado do Oeste, Marcos Aurélio Anequine de Macedo, parabenizou e elogiou a aluna Eduarda. “Essa conquista foi alcançada com muita devoção, amor e determinação. Espero que esse seja apenas um dos primeiros passos rumo a uma vida de grandes méritos. Desejo à Eduarda muito sucesso e que todas as áreas de sua vida sejam abençoadas. Parabéns a ela pela conquista e a todos da equipe do Campus Colorado do Oeste e do IFRO que a apoiaram neste processo”, enfatizou o Diretor.

 

Oportunidades

Eduarda comentou que essa foi outra grande oportunidade que o IFRO lhe proporcionou, sendo que não é a primeira vez que representa o estado de Rondônia nacionalmente. “Como estudante do IFRO, além do Programa Parlamento Jovem Brasileiro deste ano, tive a oportunidade de participar de vários outros projetos e ações. Exemplos disso foram minha seleção no programa de imersão em língua inglesa English Immersion Program (EIP), da Embaixada dos EUA, na Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro de 2019, e no intercâmbio nos EUA pelo programa Jovens Embaixadores. Além disso, recentemente recebi a notícia de que passei em um programa de verão da University of Cambridge e University of Oxford - Essay Competition do Immerse Education, do Reino Unido”, relatou Eduarda.

Ela contou também como foi sua experiência como aluna do IFRO até agora. “Desde que eu comecei a estudar no IFRO minha vida mudou completamente. Além de um ensino de qualidade excepcional e um time de profissionais dedicados e dispostos a promover uma educação de altíssima qualidade, o que me chamou muita atenção foram as oportunidades que se abriram para mim. Comecei participando de projetos de ensino, extensão, grupos de pesquisa, eventos e congressos. Com toda essa base de conhecimento que eu adquiri, me senti segura para concorrer por vagas em programas com alunos de todo o Brasil. Com muito apoio de meus professores, colegas e toda a comunidade escolar, consegui vencer os meus medos e participar de programas de imersão, intercâmbio, olimpíadas e até mesmo concorrer em concursos de redação com alunos de todo o mundo, e ser aprovada”, narrou a estudante.

Com isso, ela incentiva os jovens a participar de todas as oportunidades que tiverem, tendo sua história como inspiração e exemplo, para que alcancem seus sonhos. “Uma das causas que defendo é a democratização do ensino no Brasil e um dos meus maiores sonhos é que todos os alunos pudessem ter uma educação de qualidade, assim como eu tive no IFRO. Enquanto isso não é possível, aconselho a todos os estudantes que acreditam que a educação transforma vidas, que se esforcem para entrar em um dos institutos federais, porque vale muito a pena. Eu só tenho a agradecer e dizer que amo muito nosso IFRO”, concluiu a aluna Eduarda.

 

Projeto “Programa Educação Antirracista”

O projeto pelo qual Eduarda foi aprovada para o Parlamento Jovem Brasileiro visa à implantação do Programa Educação Antirracista em todos os níveis da Educação brasileira: Educação Básica, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Universitário. A submissão do Projeto de Lei contou com a participação dos professores do Campus Colorado: Magda Oliveira Pinto, docente de Sociologia, e a colaboração na redação de Moisés José Rosa Souza, docente de Língua Portuguesa.

A estudante comenta as motivações para esse projeto: “O racismo está presente na realidade brasileira: em ambientes públicos e privados, escolas, universidades, em locais de trabalho etc. As consequências das atitudes racistas são de toda ordem: discriminação, ofensa, violência psicológica, violência física, segregação, desigualdade social e até a morte. Sendo assim, o projeto visa contribuir para a diminuição de casos de racismo no Brasil, através de uma educação que ajude a combater e a amenizar esses tipos de casos”, explicou Eduarda.

Com o projeto selecionado para o PJB, a estudante irá vivenciar na prática por uma semana o trabalho dos deputados federais, em 2021. “Estou muito animada em poder simular a jornada de trabalho dos deputados federais e observar como ocorrem as discussões e decisões na Câmara dos Deputados, pois tenho muito interesse em políticas públicas que ajudam o melhor desenvolvimento da sociedade”, afirmou Eduarda.

Mais detalhes sobre o Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) estão disponíveis no site do programa, que pode ser acessado clicando AQUI.

E conheça o projeto de lei de Eduarda, clicando AQUI

 

  • Eduarda_no_intercambio_nos_EUA
  • PJb
  • aluna-eduarda-caroline_800px
Fim do conteúdo da página
-->