Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

IFRO Colorado do Oeste discute ações de pesquisa e extensão com órgãos do Cone Sul de Rondônia

Publicado: Segunda, 04 de Novembro de 2019, 13h45 | Última atualização em Segunda, 04 de Novembro de 2019, 13h45 | Acessos: 313

Reunião com órgãos do Cone Sul 3O Instituto Federal de Rondônia, Campus Colorado do Oeste, promoveu em 23 de outubro um encontro entre servidores do campus e técnicos da Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (EMATER-RO), Agência de Defesa Sanitária Agropastoril do estado de Rondônia (IDARON), Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEDAM-RO) e Secretarias Municipais de Agricultura e Meio Ambiente do Cone Sul do estado. O objetivo foi discutir demandas para ações de pesquisa e de extensão voltadas para o setor agropecuário.

Os representantes dos órgãos visitantes conheceram a estrutura do campus e as atividades nele desenvolvidas, principalmente nos segmentos que apresentam possibilidades de parceiras para projetos conjuntos com o IFRO. Posteriormente, os técnicos das instituições externas apresentaram demandas para atender aos municípios, descrevendo os principais desafios e exemplificando atividades que necessitam de ações de pesquisas e/ou extensão para alcançar melhores desempenhos.

Ao final, foi realizada uma visita in loco aos principais setores de produção do campus, tais como área de pesquisa em sistema ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta), Suinocultura, Produção Vegetal e Laboratórios.

Na ocasião o Diretor-Geral do Campus Colorado do Oeste, Marcos Aurélio Anequine de Macedo, deu as boas-vindas aos participantes e deixou clara a disponibilidade da instituição em realizar parcerias para atender os produtores rurais da região. O Chefe de Departamento de Extensão (DEPEX), Willian Mota, apresentou as características do campus, enfatizando os recursos humanos e toda a infraestrutura de laboratório e de campo que estarão à disposição para atender as demandas.

O representante do Departamento de Pesquisa, Lucien Bissi da Freiria, apresentou os grupos de pesquisa que atuam no segmento, onde cada grupo expos os seus objetivos, linhas de atuação, ações em andamento, resultados já alcançados, e como cada grupo poderá contribuir com as instituições e com os produtores rurais.

Na oportunidade, o gerente local de Vilhena da EMATER-RO, Cleverson de Oliveira dos Santos, agradeceu a oportunidade e citou que “essa parceria já existe em algumas propriedades rurais e tem se mostrado eficiente e vantajosa com ganhos de produtividade para os produtores. Por isso enfatizamos a importância de se efetivar pesquisas junto aos produtores, auxiliando as ações de extensão da instituição que consequentemente fortalecem as atividades agropecuárias da região”.

A chefe da unidade da IDARON de Colorado do Oeste, Valéria Lúcia dos Santos Oliveira, destacou que as atividades de pesquisa e extensão para o setor agropecuário promovidas pelo IFRO em parceria com as demais instituições públicas, dentre elas a Agência IDARON, são de suma importância para aumentar a eficiência das atividades de defesa sanitária animal e vegetal. “Com a previsão de retirada da vacinação contra a febre aftosa, as atividades serão ainda mais importantes no processo de educação sanitária junto aos produtores rurais, levando conhecimento e orientações para dentro da porteira”, lembrou Valéria.

Já o gerente regional da EMATER-RO no Cone Sul, Alessandro Pedralli, enfatizou a relevância do encontro entre todas as instituições que atuam no objetivo de contribuir para o fortalecimento da agropecuária na região. “Unindo forças e integrando as atividades, o maior beneficiário será o produtor rural. Por isso, agradecemos ao IFRO pela iniciativa e garantimos que a EMATER-RO será uma parceria efetiva nas ações de pesquisa e extensão junto ao IFRO Colorado do Oeste, lembrando que esse foi um pedido do Secretário Estadual de Agricultura Evandro Padovani”, comentou.

Para o chefe do Departamento de Extensão do campus, Willian Mota, esse é o papel da extensão, ou seja, realizar ações interinstitucionais, discutir com a comunidade externa as demandas, apresentar o IFRO e tudo aquilo com que ele pode contribuir para o desenvolvimento local e regional. “Não podemos ficar limitados do portão para dentro, temos que agir de forma planejada e em conjunto com outras instituições para que as ações de pesquisa, extensão e de ensino cheguem para aqueles que não conseguem vir até nós. Assim, o DEPEX está agindo para diminuir as distâncias entre o IFRO e a comunidade externa”, concluiu Willian.

  • Reunião_com_órgãos_do_Cone_Sul_1
  • Reunião_com_órgãos_do_Cone_Sul_2
  • Reunião_com_órgãos_do_Cone_Sul_3
  • Reunião_com_órgãos_do_Cone_Sul_4
  • Reunião_com_órgãos_do_Cone_Sul_5
  • Reunião_com_órgãos_do_Cone_Sul_6
Fim do conteúdo da página
-->