Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Arraiá Universitário anima cursos noturnos do Campus Colorado do Oeste

Publicado: Quinta, 11 de Julho de 2019, 17h49 | Última atualização em Quinta, 11 de Julho de 2019, 17h54 | Acessos: 155

Arraia Universitario Colorado 01

A 1ª Festa Junina Universitária do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Colorado do Oeste, intitulada “Arraiá Universitário” foi realizada no dia 26 de junho. O evento reuniu acadêmicos e professores dos cursos noturnos do campus no clima de festa junina.

Músicas e comidas típicas, além da tradicional quadrilha junina, animaram os universitários dos cursos de Ciências Biológicas e de Gestão Ambiental. Conforme explica o Professor José Elias de Almeida, que participou da organização, a ideia nasceu dos próprios alunos dos cursos. “Eles buscaram promover maior integração entre discentes e servidores, além de celebrar uma das maiores festas culturais do país, o ‘São João’. A quadrilha do ‘Vai quem quer’ do Arraiá foi muito animada, com a participação de estudantes e servidores trajando roupas típicas de matutos. E no decorrer do evento eles saborearam comidas e bebidas típicas compartilhadas entre todos”, comentou o professor.

Para Diógenes Araújo, coordenador do curso de Gestão Ambiental, o Arraiá representou mais que um momento de comemoração. “Essa foi uma atividade em que os cursos de Biologia e Gestão Ambiental se envolveram conjuntamente para integrar e valorizar os cursos noturnos do Campus Colorado do Oeste. Cada vez mais, esses cursos estão ganhando espaço e prestígio dentro do IFRO. Desse modo, esse evento representou a integração dos nossos acadêmicos, iniciativa que contribui para formar profissionais comprometidos com suas atividades”, considerou o coordenador.

A importância da socialização entre os acadêmicos das diferentes turmas e cursos também foi destacada pelo coordenador do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, Diego Soares Carvalho. “A festa junina organizada pelas turmas de Biologia e Gestão Ambiental foi uma iniciativa interessante. Atividades culturais como essa devem ser apoiadas a fim de resgatar a tradição caipira do interior do Estado de Rondônia. Foi importante ressaltarmos aos estudantes a importância da valorização da herança cultural do homem do interior”, observou o coordenador Diego.

Fim do conteúdo da página