Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto do Campus Cacoal está na final da Maratona Células Empreendedoras

Publicado: Quinta, 11 de Outubro de 2018, 10h05 | Última atualização em Quinta, 11 de Outubro de 2018, 10h25 | Acessos: 387

Equipe IFRO no Células Empreendedoras 1O projeto de tratamento de pilhas e baterias secas do IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Cacoal, está entre as dez melhores da 1ª Maratona Células Empreendedoras. Com o nome “DescarPil”, a startup estava participando juntamente com outras equipes do IFRO da etapa em Porto Velho, no mês de julho de 2018. E agora irá representar o Instituto Federal em Pernambuco.

Além das atividades no Campus Porto Velho Calama, também estavam envolvidos os Institutos Federais em Pernambuco (IFPE), Goiás (IFG), Rio de Janeiro (IFRJ), Paraíba (IFPB) e Paraná (IFPR). De Rondônia, os primeiros lugares haviam sido Resiliência (1º), Salut (2º), DescarPil (3º), Work Up1 (4º) e Aventuras em Rondônia (5º). Realizado em parceria com o MEC (Ministério da Educação), o projeto Células Empreendedoras fomentou uma rodada de negócios com alunos e servidores da instituição, momento em que foram selecionadas cinco ideias inovadoras de impacto social com possibilidades de empreender. Dessas, a estudante do terceiro ano do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio do Campus Cacoal, Geovana Oliveira da Silva, apresentou a DescarPil.

A startup pretende revolucionar o modelo atual de tratamento de pilhas e baterias secas, usadas no dia a dia dos ambientes domésticos, uma vez que atualmente apenas 1% desse material consumido tem sua logística reversa realizada e é feita a reciclagem. Todo o restante é descartado em lixo comum ou armazenado nas próprias residências. “Esse tipo de trabalho nos mostra como é possível interligar o que aprendemos na escola com o que a sociedade precisa para se tornar melhor. Sempre tive um sonho, tornar o mundo melhor, agora com a DescarPil, eu posso fazer isso”, afirma Geovana, que juntamente com o estudante Dalian Gowert desenvolveu a proposta da startup.

A Descarpil participou nacionalmente do Living Lab 2018, com mais 29 outras ideias de todas as regiões do país. Momento que tiveram a oportunidade de receber pré-aceleração para assim se transformarem em negócios de alto impacto, com o acompanhamento de diversos mentores do país. Após o processo de pré-aceleração e mentorias, as startups submeteram seus modelos de negócio junto com um Vídeo Pitch ao Living Lab para avaliação e seleção dos dez melhores negócios de impacto.

No dia 08/10 foi publicado o resultado, com o IFRO por intermédio do Campus Cacoal se classificando para a etapa final que acontecerá no Recife (PE). Os estudantes são orientados pelos professores Edslei Rodrigues, Juliano Cristhian Silvano e Thiago Kaiser. Para os docentes, desenvolver nos alunos um maior protagonismo em sua história de vida e conectá-los com os problemas da sociedade, oportunizando a eles a criação de solução, significa o desenvolvimento de uma educação emancipadora e transformadora, capaz de conduzir egressos à busca de soluções sustentáveis para problemas sociais. 

Além de representar a região Norte no Células Empreendedoras 2018, a Descarpil já recebeu propostas para aceleração do modelo de negócio de investidores de outros Estados. 

Fim do conteúdo da página