Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Cacoal vai apresentar projeto de pesquisa em evento internacional

Publicado: Segunda, 26 de Março de 2018, 16h21 | Última atualização em Segunda, 26 de Março de 2018, 17h07 | Acessos: 1375

SIMPOSIO 2

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Cacoal, vai integrar o programa do VII Encontro Mundial sobre o Ensino de Português promovido pela American Organization of Teachers of Portuguese (AOTP). Na ocasião, o Grupo de Pesquisa Práticas Discursivas na Amazônia (PDA) apresentará um relato de experiência com o tema “O texto como prática social: discursividades”. O evento ocorrerá nos dias 3 e 4 de agosto, na Universidade de Pittsburgh, que sedia a AOTP nos Estados Unidos.

No local estarão reunidos professores e pesquisadores da Língua Portuguesa de diferentes localidades do mundo para dividir experiências e partilhar conhecimentos adquiridos. O principal objetivo é discutir o trabalho docente e o processo do ensino-aprendizagem sobre o prisma dos diferentes países que ensinam a Língua Portuguesa. Líder e representante do grupo para o evento, o professor Sérgio Nunes entende que a aprovação da organização do encontro para a proposta do IFRO eleva a pesquisa Grupo PDA a um novo patamar. “Dentro da nossa proposta, nós promovemos a interação entre alunos de várias instituições, permitindo que confrontem as ideias a partir de um contexto e alcancem novas concepções. Agora teremos a oportunidade de fazer esse processo, como pesquisadores, expondo e ouvindo os relatos de experiência de vários contextos onde a Língua Portuguesa é ensinada”, destaca.

O ponto alto do Grupo PDA ocorre em seus simpósios, que acontecem desde 2015. Em suas três edições, a iniciativa já atendeu inúmeras instituições de ensino, bem como Casas de Apoio e Povos e Comunidades Tradicionais da região cacoalense e circunvizinhas, como os Paiter Suruí e os Cinta Larga. A quarta edição, em 2018, já tem confirmada a participação do professor e pesquisador Celso Ferrarezi Junior.

Fim do conteúdo da página
-->