Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Cacoal integrou ação do MEC contra a Zika

Publicado: Segunda, 29 de Fevereiro de 2016, 08h38 | Última atualização em Domingo, 23 de Abril de 2017, 20h33 | Acessos: 784

Unidade de ensino vai desenvolver projeto permanente de prevenção com os alunos

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Cacoal, integrou as ações do Ministério da Educação no Dia Nacional de Mobilização da Educação contra o Zika. Com a contribuição de agentes da Secretaria Municipal de Educação (Semusa), os alunos participaram de palestras educativas sobre o tema e aplicaram o conhecimento adquirido na própria escola.

“Nosso objetivo primeiro foi informar qual é a situação do Aedes Aegypti em Cacoal, mas o mais importante é nossa intenção de fazer com que esses alunos voltem pra casa mais conscientes e que não só ajudem, mas incentivem os pais, vizinhos e amigos a também terem essa preocupação”, destacou a enfermeira e coordenadora da ação no campus, Patrícia Bonfim.

Diretora do núcleo de saúde da cidade, Joelma Antônia frisou que este trabalho tem sido praticado em diferentes escolas da cidade, desde as primeiras séries “é importante formar esta parceria entre escolas e agentes de saúde. É nesta fase que eles estão mais dispostos a aprender e contribuir com a prevenção do mosquito”, destacou.

PROJETO PEDAGÓGICO

As ações do IFRO em Cacoal, no entanto, não irão se resumir a apenas um dia de mobilização, um projeto manterá ações permanentes no campus “a ideia é fazer uma espécie de gincana, entre as turmas. Eles irão percorrer o campus em busca de criadouros e eliminá-los”, explica Patrícia.

Para comprovar a atividade, os alunos devem fazer registros fotográficos que serão publicados na página oficial do campus nofacebook. O material que obter maior popularidade através de curtidas e compartilhamentos classificará a turma campeã da gincana.

Robert Wilkerson é aluno do 2º ano de Agropecuária, ele e outros da sua família já contrairam o vírus da dengue “eu tenho medo da minha família pegar dengue outra vez e por isso acho importantes essas palestras. Além de ensinar elas incentivam a gente para combater o mosquito”, afirmou.

Aluna do 1º ano de Agropecuária, Hamanda Cardoso conta que na sua casa os cuidados já estão sendo tomados para evitar a proliferação do mosquito “trocamos a água do cachorro todos os dias, por exemplo, para evitar que ele se desenvolva. Ninguém quer ficar doente, mas precisamos agir para evitar que isso aconteça”, finalizou a estudante.

Fim do conteúdo da página
-->