Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Cacoal recebe novos alunos

Publicado: Segunda, 15 de Fevereiro de 2016, 08h20 | Última atualização em Domingo, 23 de Abril de 2017, 20h31 | Acessos: 677

Na última quinta-feira (11) o Campus Cacoal recebeu os alunos matriculados em 2016 e os estudantes que retornaram para continuar os cursos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRO). O campus ganhou mais de 200 novos alunos que irão integrar as turmas do técnico-integrado em Agroecologia, Agropecuária e Informática.

Para celebrar este importante momento a Coordenação de Assistência ao Educando (Caed) realizou o Projeto de Recepção dos Alunos, que reuniu estudantes e servidores na quadra poliesportiva da unidade “nossa principal intenção é demonstrar aos alunos o quanto eles são importantes para nós, que são o objetivo do nosso trabalho”, destacou a coordenadora da Caed, professora Ingrid Barbosa.

Além disso, a iniciativa de reunir e recepcionar os novos alunos favorece na sua adaptação “antes mesmo de entrarem em sala de aula, eles são reunidos num mesmo local junto com os estudantes veteranos. O objetivo é quebrar essa primeira barreira e favorecer a relação social para que o processo de adaptação seja positivo”, explica a pedagoga Ana Paula Schneider.

Além do ambiente diferente e dos novos colegas, os alunos que ingressaram em 2016 também terão de se adaptar aos novos professores e servidores do campus “é muita informação, muita mudança. Sabemos que este é um processo gradativo, mas aproveitamos a oportunidade para apresentar a maioria dos professores e técnicos que vão auxiliar estes alunos em sua carreira acadêmica no IFRO”, destacou o diretor geral, Davys Sleman.

A aluna do 1º ano de Agroecologia, Anne Barbosa comprova a fala do diretor. “A recepção nos deixou à vontade e foi bem interessante. Esqueci os nomes de todos os professores, mas em sala o contato se torna mais próximo”, contou.

A estudante Brenda Codogno é de Pimenta Bueno, segundo ela além da escola, a rotina também está totalmente diferente “agora eu acordo às 5h da manhã, vou para o ponto, pego ônibus e passo o dia aqui. Antes a aula acabava e eu ia pra casa assistir televisão. Agora é tudo diferente”, concluiu.

Fim do conteúdo da página
-->