Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudante de Ariquemes participará de mobilidade estudantil no Acre

Publicado: Quarta, 30 de Maio de 2018, 13h20 | Última atualização em Quarta, 30 de Maio de 2018, 13h25 | Acessos: 329

Estudante do Campus Ariquemes 3

Durante duas semanas, o estudante Douglas Nonato Amorim Estevão estará em mobilidade estudantil na Universidade Federal do Acre (UFAC). Ele cursa o Técnico em Informática no IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Ariquemes, e participou do edital de Pesquisa 09/2018, de incentivo à participação de alunos em atividades de mobilidade estudantil. A proposta dele foi aceita para realizar pesquisa em ciências biológicas no ramo de Herpetologia, sob orientação da professora Márcia Mendes. Também tiveram propostas aceitas neste edital mais dois alunos de outros campi do IFRO: Ana Paula Gomes de Freitas e Jackson José Sales Miranda Junior.

A mobilidade estudantil ocorre do dia 17/06 a 02/07 no Centro de Ciências Biológicas e da Natureza (CCBN/UFAC). “Para mim, como acadêmico do IFRO, isso é muito importante. pois já faço pesquisa nessa área, e isso vai me ajudar ter mais embasamento teórico e prático”, afirma. Na expectativa do estudante está obter conhecimentos práticos e teóricos sobre anfíbios e répteis no laboratório e em campo, complementar seus conhecimentos no campo da identificação e sistemática de anfíbios e répteis amazônicos e repassar essas informações a outras pessoas em sua unidade de origem.

As atividades práticas serão realizadas no laboratório de herpetologia (cuidados, higienização e alimentação de serpentes em cativeiro). Na programação está ainda o desenvolvimento de atividade prática na coleção herpetológica (sacrifício, fixação, etiquetagem e incorporação de material à coleção), reconhecimento e identificação de espécies de anfíbios e répteis da Amazônia, obter experiência práticas em campo sobre comportamento reprodutivo e interações com anfíbios e répteis e o acompanhamento de aulas práticas e teóricas sobre Zoologia Geral e Manejo de Fauna Silvestre.

Para a instituição, o intercâmbio permite o contato com a diversidade de fatores e processos acadêmicos, sociais e culturais, até as dinâmicas geográficas que possam ser aplicadas no desenvolvimento do discente. Permitir ainda o aprimoramento dos conhecimentos para a elaboração, execução e redação do projeto em que o bolsista está inserido, por meio da aquisição de um conhecimento referente a um sistema acadêmico diferente, inserido numa sociedade e numa cultura divergentes daquela a que está habituado, além de formar parcerias e vínculos institucionais com outras instituições para o desenvolvimento de futuras pesquisas.

Fim do conteúdo da página