Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Ariquemes realiza IV Desafio Soja Solteiro

Publicado: Quarta, 08 de Agosto de 2018, 12h12 | Última atualização em Quarta, 08 de Agosto de 2018, 12h12 | Acessos: 399

IV Desafio Soja Solteiro 1

O IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Ariquemes, realizou o IV Desafio Soja Solteiro. Participaram estudantes do Curso Técnico em Agropecuária e da Engenharia Agronômica e demais membros da comunidade acadêmica interessados na área. O projeto foi iniciado em abril de 2018, com as inscrições e distribuição das sementes de soja a cada aluno inscrito. A contagem final ocorreu no dia 13 de junho, com premiação para quem apresentou plantas com a maior quantidade de vagens. Neste ano, foram batidos dois recordes, no número de inscritos e no de alunos que trouxeram a planta com vagem.

Foram 185 alunos inscritos no desafio, sendo que 62 conseguiram cultivar e trazer a planta com vagem. Os campeões desta edição foram os alunos do 2° ano do Curso Técnico em Agropecuária. O primeiro lugar ficou com Carlos Daniel Teixeira Silva que apresentou uma planta com 214 vagens. Em segundo ficou Vitor Manoel Silva Santos, com 157 vagens. E em terceiro lugar Lucas Honorato de Oliveira, com 156 vagens. Para Carlos Daniel, sua participação foi de grande relevância, pois teve a oportunidade de aprender e colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula que envolvem o cultivo da soja, desde a preparação do solo, plantio, adubação e demais cuidados.

O concurso tem por objetivo incentivar os alunos a colocar em prática seus conhecimentos na área agrícola, principalmente aqueles aprendidos nas disciplinas Produção Vegetal, Solos e Manejo Fitossanitário, no intuito de que demonstrem sua capacidade em gerenciar o desenvolvimento da cultura da soja na busca pelo maior rendimento de vagens com grãos. Por ocasião da inscrição, cada aluno recebeu 30 sementes de soja, para que pudesse cultivá-la da forma como entendesse ser a mais propicia ao desenvolvimento da cultura. Este cultivo poderia ser realizado dentro da instituição, ou em outro local de maior facilidade para o aluno realizar os tratos que a cultura exige.

O projeto visa ainda estimular os alunos a colocarem em prática o que foi ensinado em sala de aula, sendo de extrema valia a participação dos alunos pela experiência de ainda vinculados à instituição, poderem aplicar práticas de manejo cultural, visando maior desenvolvimento e produção de uma cultura agrícola.

Os professores Luciano Reis Venturoso e Lenita Aparecida Conus Venturoso, que coordenam o projeto, afirmam que situações vivenciadas na prática são difíceis de serem esquecidas e provavelmente farão parte do conhecimento que será aplicado pelo futuro profissional.

Fim do conteúdo da página