Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

IFRO divulga resultados da 2ª pesquisa sobre atividades remotas

Publicado: Quinta, 14 de Mai de 2020, 19h02 | Última atualização em Quinta, 14 de Mai de 2020, 19h40

Alunos

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), através da Pró-Reitoria de Ensino juntamente com a Comissão emergencial de operações de prevenção e combate à COVID-19, realizou, entre os dias 08 a 12 de maio de 2020, a segunda pesquisa com objetivo de ouvir alunos e servidores sobre o andamento das atividades remotas que estão sendo realizadas no ensino. Ao todo foram obtidas 7629 participações, sendo 6871 alunos, 267 técnicos administrativos em educação e 486 professores.

Os participantes responderam questões que abordaram o acesso à internet, a forma de acesso, a avaliação sobre as metodologias EaD e o cumprimento da jornada de trabalho remotamente. No questionário dos alunos, esses responderam também sobre as atividades que estão recebendo, quais os canais de comunicação que estão utilizando, avaliação sobre as aulas de forma remota, o tempo dedicado aos estudos remotamente, recebimento de auxílios, dentre outras questões.

Nos resultados dessa segunda pesquisa, é possível a análise por campus do IFRO, contemplando, dessa forma, a análise da realidade de cada unidade. “Neste momento de pandemia, mesmo sabendo que não é possível atender ao todo, a instituição não tem medido esforços para mitigar as desigualdades que sempre existiram, no entanto se tornaram mais críticas e visíveis aos olhos da sociedade. Como o IFRO é uma instituição de ensino que sempre ofertou uma educação inclusiva, de atuação dinâmica, que aprimora a cada dia nos seus processos de atendimento, não medirá esforços para democratizar a educação, direito inalienável de todos. Isso pode ser observado na ação rápida de criação de uma Resolução prevendo o pagamento de auxílio emergencial e digital, bem como o empréstimo de computadores aos alunos que não dispunham destes”, explica o Pró-Reitor de Ensino, Edslei  Rodrigues de Almeida.

O servidor Thiago José Sampaio Kaiser, professor do Campus Cacoal e colaborador da Pró-Reitoria de Ensino, foi o responsável pela tabulação dos dados e exibição dos resultados. "Os dados da pesquisa foram tabulados e organizados para construção do Dashboard. Com uso da linguagem de programação Python e Django, os dados foram transformados em gráficos, organizando-os e permitindo uma interpretação rápida e eficiente. De posse de tais informações a gestão possui subsídio para tomar decisões de forma precisa e que atenda aos anseios da comunidade", comenta Kaiser.

Entre as perguntas destinadas a todas as categorias pesquisadas, estavam: quais as dificuldades encontradas na execução do trabalho remoto; o pertencimento a algum grupo de risco ao COVID-19 e o que o IFRO deve fazer após o dia 17 de maio de 2020, data em que expira o prazo da portaria que prorrogou o trabalho remoto na instituição. “A Pró-Reitoria de Ensino e a Comissão emergencial de operações de prevenção de combate à COVID –19, do IFRO, agradece a todos os servidores, a todos os alunos que dispuseram do seu tempo, e atenderam ao chamado para participarem da pesquisa que analisou o andamento das atividades remotas de ensino até o momento. Como pode ser observado, tivemos mais de 7000 participações, 69,76% dos alunos do IFRO responderam à pesquisa, 70,23% dos docentes manifestaram a sua opinião sobre a metodologia adotada na condução das atividades e 47,09% dos Técnicos Administrativos em Educação contribuíram com os dados que subsidiaram as nossas decisões na reunião do Colégio de Dirigentes, o CODIR, realizado no dia 14/05/2020”, afirma o Pró-Reitor de Ensino.

O resultado da pesquisa pode ser acessado no link: https://wiki.ifro.edu.br/proen/resultado/2

  • Alunos
  • Docentes
  • TAEs
Fim do conteúdo da página
-->