Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto Alvorada vai promover inclusão social e produtiva junto às pessoas egressas do sistema prisional de Porto Velho (RO)

Publicado: Terça, 10 de Março de 2020, 17h04 | Última atualização em Terça, 10 de Março de 2020, 17h08

Projeto Alvorada

Promover inclusão social e produtiva junto às pessoas egressas do sistema prisional de Porto Velho (RO). Esse é o objetivo principal do Projeto Alvorada, uma ação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), através de financiamento do Departamento Penitenciário Nacional, que vai ofertar um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) (Pintor de Obras Imobiliárias) aos egressos do Sistema Prisional no primeiro semestre de 2020.

Segundo a Coordenadora Geral do Projeto, Ândrea Francischini, para a execução do Alvorada “ [...] foi de suma importância o diálogo com vários parceiros que acreditam na proposta e que apoiam essa iniciativa”. Dessa forma, estiveram reunidos em fevereiro (09), na Reitoria do IFRO, para debater sobre as ações do projeto, a Coordenadora Geral do Patronato Penitenciário, Niara Dorigão e a Assistente Social Cleide Marculino Medeiros, o Superintendente Regional do Trabalho, Maurício Vaz, a Assistente Social, Iza Celesti Severino Bello da Secretaria de Estado de Justiça, a Assistente Social da Vepema/TJRO, Ana Paula Baldez e a Defensora Pública do Estado de Rondônia, Alessandra Martins Milaré.

Ainda em fevereiro (dias 19 e 20), a Coordenadora Geral, Ândrea Francischini, e a Coordenadora do Curso, Ingrid Carvalho, participaram de reunião de alinhamento e capacitação com o Depen (financiador do Projeto) em Brasília juntamente com vários Institutos Federais que participarão do Projeto Alvorada. Durante a reunião foram discutidas ações que precisam ser alinhadas como lançamento do Edital de Seleção, forma de seleção para os egressos, utilização do recurso, etc. A reunião teve ainda o intuito de conhecer um pouco da experiência do Projeto Piloto I que foi desenvolvido em 2017 pela equipe do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

Ândrea Francischini destacou que é dever constitucional e missão do IFRO atuar com o referido público. Ressaltou também a importância do curso para essas pessoas, “[...] que terão a chance de aprender um novo ofício que possibilitará atuar tanto na área privada ou na autogestão na área de pintura, o que ampliará suas chances de se manter no mercado de trabalho e se livrar definitivamente do encarceramento”.

Sobre o Projeto

O projeto Alvorada 1 teve seu início em julho de 2017, como projeto piloto no Instituto Federal de São Paulo (IFSP), para testar uma nova abordagem de inserção social de pessoas egressas do sistema prisional no mundo do trabalho.

De forma geral o projeto foi bem-sucedido, para além das expectativas, e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), em parceria com os demais Institutos Federais, disponibilizou recurso para que os outros Institutos também participassem e pudessem entender que é um caminho eficaz para a inclusão social das pessoas egressas e com potencial de sucesso para a escola e para todos os envolvidos.

Dessa forma, em 2020 o IFRO destinará à qualificação e orientação profissional um curso de Pintor de Obras Imobiliárias como condutor da inclusão de pessoas egressas do sistema prisional no mundo do trabalho, a ser realizado no IFRO/Campus Porto Velho Calama. “Contaremos com o apoio da equipe do Alvorada que atuará a frente do projeto, a Coordenadora de Curso, Ingrid Suellen de Carvalho, o Coordenador de Estágio, Alberto Pérsio Alves Ewerton, e a Coordenadora Administrativa Financeira, Rosiane Carvalho”, informou a Coordenadora Geral do Projeto.

  • Projeto_Alvorada
  • Projeto_Alvorada_2
  • Projeto_Alvorada_3
Fim do conteúdo da página
-->