Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Aprovada a Política de Segurança da Informação e Comunicação do IFRO

Publicado: Quarta, 13 de Novembro de 2019, 09h13 | Última atualização em Quarta, 13 de Novembro de 2019, 09h57

A Política de Segurança da Informação e Comunicação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) foi aprovada e está publicada por meio da Resolução nº 57 do Conselho Superior (Consup/IFRO).

A política de segurança da informação, também chamada PSI, é o conjunto de ações, técnicas e boas práticas relacionadas ao uso seguro de dados. Ou seja, trata-se de um documento ou manual que determina as ações mais importantes para garantir a segurança da informação.

Conforme a Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DGTI) a elaboração e implementação da política demonstra a preocupação do Instituto Federal de Rondônia com a segurança da informação e comunicação. A Política de Segurança da Informação e Comunicações (POSIC/IFRO) busca criar uma cultura de segurança da informação na instituição, tendo por objetivo conscientizar todos os colaboradores e estudantes a respeito da importância da segurança da informação para a instituição, e dessa forma atuando em conformidade com ela.

Publicada no dia 15 de outubro de 2019, a resolução que trata da POSIC/IFRO foi elaborada por uma equipe com representantes de todas as áreas da instituição, submetendo o documento para consulta pública e posterior aprovação das instâncias superiores da instituição (Consup e Colégio de Dirigentes-Codir). A normativa foi elaborada em conformidade com a Norma Complementar 03/IN01/DSIC/GSIPR de 30/06/09, que determina diretrizes para elaboração de política de segurança da informação e comunicações nos órgãos e entidades da administração pública federal. Além disso, o documento está alinhado com o Plano de Desenvolvimento Institucional 2018-2022 e também com o Plano Estratégico de Tecnologia de Informação 2014-2019.

O propósito da normativa é estabelecer diretrizes gerais que servirão como base para as normas, procedimentos e instruções referentes à segurança da informação, atribuindo responsabilidades adequadas para o manuseio, tratamento, controle e proteção das informações pertinentes ao instituto. Com a resolução, foram definidos os papéis e responsabilidades necessários para que haja uma segurança da informação na instituição, entre eles está o Comitê Gestor de Segurança da Informação e Comunicação (CGSIC), que é o órgão responsável pela elaboração e revisão periódica da Política de Segurança da Informação e Comunicação, sendo formado pelos membros da alta administração do IFRO, demonstrando com isso a relevância institucional que é dada para a segurança da informação.

“É importante que todos os servidores e alunos conheçam e entendam a política, pois se trata das obrigações que devem ser seguidas no uso dos recursos informacionais do IFRO e todos devem estar cientes de quais práticas são observadas e o que precisa ser evitado”, afirma o analista de TI da Reitoria, Joilson Dantas Siqueira Silva, que estava entre os componentes da comissão responsável pela elaboração da POSIC/IFRO.  

Confira o documento na íntegra, clicando AQUI.

Fim do conteúdo da página
-->