Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Coordenadores de cursos técnicos do IFRO participam de formação

Publicado: Segunda, 11 de Novembro de 2019, 13h35 | Última atualização em Segunda, 11 de Novembro de 2019, 13h35

O IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia) realizou Formação Continuada para Coordenadores de Cursos Técnicos, nos dias 5 e 6 de novembro. Participaram Chefes de Departamento de Apoio ao Ensino (DAPE) e Diretores de Ensino (DE). O evento contou com a presença do professor do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), Sidinei Cruz Sobrinho, mais a representação de nove campi e toda equipe da Pró-Reitoria de Ensino (Proen).

O docente ainda mediou a Roda de Conversa, no dia 04 de novembro, com o tema: “Permanência e êxito e currículo integrado na perspectiva dos projetos integrados entre ensino, pesquisa e extensão”, para o público da Reitoria e membros da Comissão de Permanência e Êxito. No dia 05 de novembro, abordou o tema “Currículo integrado nos IFs e diretrizes indutoras para o Ensino Médio: possibilidades de ações concretas do projeto pedagógico de curso com base no currículo integrado”.

Segundo Marilei Rodrigues coordenadora do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Campus Guajará-Mirim, “o aprendizado acontece diariamente. Esse momento que reúne coordenações e vemos as necessidades, as realidades de cada campus e as experiências exitosas que estão conseguindo desenvolver, vai enriquecer o nosso aperfeiçoamento como um todo”. Sobre a primeira palestra, a professora afirma que “a palestra com o professor Sidney foi maravilhosa, trouxe um conhecimento mais amplo do que realmente é a educação. É um crescimento pessoal para cada um e uma contribuição para cada campus”.

A palestra foi considera muito proveitosa também pelo Chefe de Departamento (DAPE), do Campus Ji-Paraná, Gleison Guardia. “Realmente a formação que tivemos é um anseio que temos há muito tempo no campus [reformulação de PPC, ajuste de horário] e nós vimos soluções. Se passar a ser um programa institucionalizado, vai melhorar muito para todos nós, mas como campus já vamos tentar implementar muito do que nos foi passado”. Gleison fala ainda que foi visto ser necessário onerar menos o estudante com atividades que podem ser trabalhadas de forma integrada.   

Já no dia 06 de novembro pela manhã foi realizada a “Roda de Conversa: Inclusão e Emoção – caminhos de acolhimento”, com o Programa de Educação Emocional do IFRO, ações de promoção à inclusão e à assistência estudantil, com a mediação dos servidores Maria Rosiméri Salviano de Moura (DAE/Proen), Claudete Marques das Neves (DAE/Proen), Sandra Araldi Rodrigues (DAE/Proen) e Moisés Lima Marques (DAE/Proen). Além de Palestra sobre o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), ministrada pelo servidor Hélio Oliveira (DAD/Proad/IFRO). No período da tarde foi realizada a oficina “Discutindo as atribuições de coordenadores de curso de cursos técnicos” e uma roda de conversa sobre práticas exitosas, mediada pela servidora Sandra Santos da Costa (DDE/CENTEC/Proen).

O Pró-Reitor de Ensino, Edslei Rodrigues de Almeida, afirma que “essa formação atende a demandas levantadas durante reuniões em todos os campi no Proen Visita 2019”. Ele considera que “o evento possibilitou importantes reflexões sobre o currículo integrado e as diretrizes indutoras para o Ensino Médio, discussões com implicações teórico-práticas na organização do trabalho pedagógico”.

A Diretoria de Desenvolvimento de Ensino, Elizangélica Fernandes da Silva, acredita que “a formação possibilitou a interação entre os coordenadores de cursos, diretores de ensino e chefes de departamento de apoio ao ensino, uma estratégia de fomento ao trabalho integrado que será recorrente, sempre que possível, em todas as formações da Proen”.

Para a Coordenadora de Ensino Técnico, Sandra Santos da Costa, “é por meio da formação que compartilhamos saberes e experiências, inovando os conhecimentos sobre a atuação do coordenador junto a sua equipe, com a finalidade de avançar qualitativamente e alcançar nosso público-alvo, os estudantes do ensino técnico do IFRO”. Sobre o alcance da capacitação, a responsável pela coordenação das formações no âmbito do ensino pela DDE/Proen, Rosa Martins Costa Pereira, considera que a “formação contínua possibilita melhorar não apenas o trabalho em si e seus resultados, mas as próprias relações de trabalho”.

Há um mês na função de Coordenador do Curso Técnico em Comércio do Campus Jaru, Hendy Barbosa Santos, diz ter sido muito boa a formação, porque pôde tirar dúvidas e trocar experiência com outros profissionais. “Essa capacitação serviu para dar um norte para nós enquanto coordenadores de curso, qual é a função de fato do coordenador de curso, e quais atribuições temos, até para estar melhorando o nosso trabalho, no dia a dia, dentro da nossa demanda”.

As capacitações com coordenadores sempre trazem reflexo para o trabalho em sala de aula. O docente da área de Filosofia do Campus Porto Velho Zona Norte, Euliene da Silva Gonçalves, participou dos três dias de capacitação e analisa que o evento chama “a atenção para as pessoas que estão na docência, na gestão, em trabalhar em equipe, dialogarem mais. Parece que a ideia principal que estão trabalhando desde o primeiro dia até agora é exatamente essa. ‘Profissionais, vamos conversar e trabalhar mais em conjunto para otimizar as nossas ações’. Acredito que isso é extremamente importante para termos um trabalho mais qualificado com os estudantes”.  

  • Curso_Proen_-_Coord_Cursos_Técnicos_1
  • Curso_Proen_-_Coord_Cursos_Técnicos_2
  • Curso_Proen_-_Coord_Cursos_Técnicos_3
Fim do conteúdo da página
-->