Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Bancada Federal de Rondônia disponibiliza recursos para fortalecimento da educação profissional no Estado

Publicado: Sexta, 01 de Novembro de 2019, 10h36 | Última atualização em Domingo, 03 de Novembro de 2019, 09h33

O IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia) receberá em 2020 uma nova emenda impositiva da Bancada Federal de Rondônia, conforme previsão no Orçamento Geral da União (OGU). No dia 4 de novembro, às 8h30, no auditório da Reitoria (Av. Tiradentes, 3009 - Setor Industrial), será feita a apresentação dos recursos que serão destinados em apoio à educação profissional e tecnológica no Estado de Rondônia.

Atualmente o IFRO possui dez campi de educação presencial e mais de cem polos de educação a distância, ofertando cursos do nível médio à pós-graduação stricto sensu. “Nossa instituição cresceu, mas ainda há necessidade de uma estruturação interna, laboratórios e outros espaços e equipamentos em toda a instituição. É necessário estruturar o Campus Porto Velho Zona Norte para dar suporte aos polos e estruturar as outras unidades que irão iniciar as atividades de educação a distância. Além de toda a demanda de ensino, pesquisa e extensão, precisamos estruturar laboratórios para que se curricularize a pesquisa e a extensão, e se desenvolvam de forma integrada”, afirma o Reitor do IFRO, Uberlando Tiburtino Leite.

Para o próximo ano a bancada possuía R$ 245 milhões à disposição para a definição em 2019, e mais R$ 200 milhões para destinarem como emendas individuais. Os representantes rondonienses realizaram reunião no dia 16 de outubro, em Brasília, com 15 instituições que apresentaram suas demandas. Participaram entidades como a Universidade Federal de Rondônia, Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e órgãos estaduais (Secretaria Estadual de Saúde, Departamento de Estradas, Rodagens, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER), mais polícias Civil e Militar, entre outras instituições).

Compõem a bancada do Estado de Rondônia: Confúcio Moura (MDB), Acir Gurgacz (PDT) e Marcos Rogério (DEM); e os deputados federais Coronel Chrisóstomo (PSL), Jaqueline Cassol (PP), Léo Moraes (Podemos), Lucio Mosquini (MDB), Mariana Carvalho (PSDB), Silvia Cristina (PDT), Expedito Netto (PSD) e Mauro Nazif (PSB).

Instituto Federal

“O IFRO precisa dessa captação extra de recursos para o seu orçamento. E já vem conseguindo nos últimos anos, em 2019 demos um avanço significativo, por meio da parceria com a bancada federal. Fomos contemplados por uma emenda parlamentar impositiva de R$ 11,7 milhões, da qual já foi desbloqueado quase R$ 10 milhões e esse recurso tem possibilitado o início obras de ambientes pedagógicos e administrativos também. A demanda é significativa, até 2022 a necessidade do IFRO é de R$ 55 milhões. É um investimento para contemplar todas as unidades presenciais e a distância”, acrescenta o Professor Uberlando. Os R$ 9,1 milhões liberados possibilitaram a realização de obras e aquisição de equipamentos, mobiliários e de material bibliográfico para todas as unidades do instituto.

Sobre a indicação dos deputados e senadores neste ano, o Reitor enfatiza que o IFRO possui um trabalho de excelência que enseja o reconhecimento e uma imagem positiva junto à sociedade, o que colaborou para a destinação dos recursos. “Aumentou para R$ 23,6 milhões, com complemento de R$ 7 milhões, totalizando mais de R$ 30 milhões para 2020, que servirão para investir nas diversas áreas do instituto. Pela primeira vez teremos a condição de implantar centros de referência, centros de tecnologia em cada uma de nossas unidades. Possibilitando a ampliação para mais quatro municípios que iremos definir junto com prefeitos, os campi e as microrregiões desses municípios, possivelmente Cerejeiras, Buritis, Pimenta Bueno e Machadinho do Oeste, essa é a proposição que está sendo enfatizada junto ao Ministério da Educação”, conclui o Reitor.

Fim do conteúdo da página
-->