Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

IFRO tem mais uma patente aceita pelo Inpi

Publicado: Sexta, 11 de Março de 2016, 09h44 | Última atualização em Segunda, 14 de Março de 2016, 09h44

Nesta semana, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), recebeu mais uma aprovação de concessão parcial de patente. Esse já é o 24º pedido feito pela Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Propesp) por meio do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). A tecnologia foi desenvolvida peloCampus Ji-Paraná, intitulado de “Técnica de avaliação de percentual de eficiência e qualidade de produtos desinfetantes”, que tem por finalidade fazer esta avaliação.

A iniciativa do projeto surgiu a partir da crescente preocupação do consumidor em utilizar produtos que apresentem proteção e eficácia contra micro-organismos “levando-se em consideração que esses micro-organismos apresentam efeitos positivos e negativos para a saúde humana, e para evitar problemas graves se faz necessário efetuar  uma  boa assepsia, o que é um meio eficaz”, explicou Renato André Zan, professor do IFRO e pesquisador do projeto.

O objetivo da pesquisa foi desenvolver uma técnica eficiente para avaliar a eficácia da atividade antimicrobiana de desinfetantes e saneantes domissanitários comercializados “para  análise microbiológica  adaptando o método  de semeadura por superfície em placa e realizando  os  cálculos  de  eficiência”, finalizou Renato.

O NIT visa o cumprimento do papel institucional de realizar a transferência dessas tecnologias para a sociedade “esse novo produto demonstra o potencial do IFRO em desenvolvimento de tecnologia em diferentes áreas. Atualmente o instituto conta com tecnologias nas áreas de educação, engenharia de alimentos, engenharia florestal, automação e química”, afirmou Rafael Paes de Barros, coordenador do NIT.

Fim do conteúdo da página
-->