Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto usa fotografia para leitura imagética da cidade de Porto Velho

Publicado: Segunda, 22 de Mai de 2017, 13h00 | Última atualização em Segunda, 22 de Mai de 2017, 13h00

Projeto A cidade fotografada 2

Estudantes do Curso Técnico em Edificações, modalidade integrado ao ensino médio, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Porto Velho Calama, participam do projeto experimental "A Cidade Fotografada: uma leitura imagética da cidade de Porto Velho". A ideia é fomentar o enriquecimento artístico e cultural dos discentes através de oficinas introdutórias para captura de fotos que tratem da paisagem urbana da capital rondoniense. O curso teve início no dia 20 de maio e, após essa experiência, o projeto poderá ser replicado para outros públicos.

Os participantes são orientados a fotografar espaços urbanos que caracterizem uma visão crítico-social, histórica, geográfica e econômica da cidade. Por meio de oficinas temáticas nas áreas de filosofia, arte, linguagens, urbanismo, fotografia e história de Porto Velho e da captura de imagens, os alunos poderão descrever uma leitura significativa da cidade.

Os trabalhos resultantes deste projeto serão avaliados e selecionados através de banca examinadora para participar de uma exposição coletiva no próprio . Pretende-se também a criação de um portfólio em formato e-book apresentando os principais trabalhos e textos criados pelos discentes participantes.

As aulas acontecerão todos os sábados para um público de 27 alunos inscritos. Eles desenvolverão uma linguagem fotográfica e uma nova perspectiva de análise, articulando percepção, conhecimento e produção artística. “Eu espero aprender coisas novas, me tornar mais experiente e poder ver a cidade de Porto Velho de uma forma diferente através da fotografia”, conta a aluna do 1º ano de Edificações, Mariana Bouchaliki. Os registros fotográficos ocorrerão entre 18/06 a 18/07 e, posteriormente, serão marcadas as exposições dos trabalhos.

"O projeto tem como um dos principais objetivos realizar uma leitura imagética de Porto Velho a partir do olhar e dos sentimentos que o aluno tem para com a cidade", explica o Professor de Espanhol, Saulo Gomes, Coordenador do Projeto. No primeiro encontro, o debate foi sobre um documentário que retrata o universo e o ofício dos fotógrafos populares que atuam nas festas, feiras e romarias do interior nordestino. Nos próximos quatro sábados os temas das aulas serão: linguagem fotográfica e fotografia no espaço urbano; teoria e prática da fotografia como expressão da arte; imagens urbanas: saber ver a cidade e a história na construção da paisagem urbana de Porto Velho; e fotografia do conhecimento.

 

Fim do conteúdo da página