Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Encerramento do projeto IV Edusaúde é feito no Campus Guajará-Mirim

Publicado: Terça, 10 de Setembro de 2019, 10h01 | Última atualização em Terça, 10 de Setembro de 2019, 11h08 | Acessos: 187

 Edusaude em Guajara Mirim 1O IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim, realizou no dia 29 de agosto a culminância do projeto IV Edusaúde. O programa de atenção à saúde e apoio biopsicossocial consta no plano de ação da Coordenação de Assistência ao Educando (CAED).

Segundo a coordenação do projeto, por meio do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI/IFRO), a proposta é que o educador tenha uma visão holística do homem, vendo-o como um ser biopsicossociotranscendental, que tem sempre ideia de que o conhecimento não é algo pronto e acabado, é o responsável pelo intercâmbio entre o conhecimento e o aluno. É com esse olhar que se verificou a importância de proporcionar um espaço de atenção à saúde e prevenção de doenças e agravos à comunidade acadêmica do Campus Guajará-Mirim, a fim de possibilitar o desenvolvimento do bem-estar físico, psíquico e social dos indivíduos que fazem parte do processo escolar.

O público participante da ação final foram os estudantes dos cursos técnicos modalidades Integrado ao Ensino Médio, EJA (Educação de Jovens e Adultos), Subsequente e Graduação do próprio Campus Guajará-Mirim, mais alunos do oitavo ano da Escola Estadual Irmã Maria Celeste. Foram colaboradores 29 estudantes, de Vigilância Sanitária, Biotecnologia e Manutenção e Suporte em Informática e Informática, mais professores, técnicos e equipe da CAED.

Segundo a coordenadora do projeto, Altina Maria Pereira de Souza, este ano as atividades foram estendidas ao público externo, sendo desenvolvidas atividades com alunos e escolas parceiras, além de atender a comunidade interna do campus. As atividades tiveram início no dia 29/07 e a culminância do projeto aconteceu no dia 29/08.

Foram firmadas parcerias entre a CAED e professores das áreas de Enfermagem, Informática, Artes, Matemática, Língua Portuguesa e Espanhol do Campus Guajará-Mirim, Secretaria Municipal de Saúde, Nuvepa (Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental), Corpo de Bombeiros Militar (2° SGBM/1° GBM), Escola Estadual de Ensino Fundamental Irmã Maria Celeste, Escola Municipal Saul Bennesby, CAPS (Centro de Apoio Psicossocial), CREAS (Centro de Referência Especializada de Assistência Social), Semed (Secretaria Municipal de Educação) e Unir (Universidade Federal de Rondônia).

A aluna bolsista do projeto, Paula Patrícia Siqueira Santos, afirma que “o Edusaúde de 2019 foi um evento de grande importância social que envolveu várias ações como palestras que foram com temas abrangentes e pontuais, além de serviços de saúde, contribuindo com a prevenção de doenças e agravos”. Dilma Bazan Ortiz, do terceiro período do Curso Subsequente de Vigilância Sanitária, disse que “participar do IV Edusaúde trouxe mais aprendizagem, pois obtive mais conhecimento e perdi a vergonha de falar em público e a maneira de me relacionar com cada um”.

A Orientadora do CREAS, Geanne Kéula Gonçalves Silva, disse ter sido “maravilhoso poder contribuir, significativamente para a melhoria de entendimento e autoconhecimento dos jovens. Fazer com que se vejam, verdadeiramente e compreendam que para tudo há uma saída, de que não estão sozinhos e de que os ‘medos’ que rodeiam a todos são reais, mas que também somos nós mesmos que tomamos a iniciativa de buscar ajuda quando não conseguimos sozinhos. Houve muita interação, trocas e depoimentos. Isso refletiu positivamente no que queríamos alcançar”.

 “A saúde é direito de todos, que deve ser garantida mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença, conforme Art. 196 da Lei Orgânica da Saúde. O IV Edusaúde é um evento que faz parte do Prosapex (Programa de Atenção à saúde e apoio ao ensino, pesquisa e extensão) e está na quarta edição, disponibilizando serviços de saúde, lazer e cultura no ambiente escolar, visando à promoção da saúde e a prevenção de doenças e agravos da comunidade escolar”, concluiu Altina.

  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_1
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_10
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_11
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_12
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_13
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_14
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_2
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_3
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_4
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_5
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_6
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_7
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_8
  • Edusaude_em_Guajara-Mirim_9

 

Fim do conteúdo da página
-->