Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudo desenvolvido em Humaitá é levado ao Congresso Norte Nordeste

Publicado: Quinta, 13 de Dezembro de 2018, 12h15 | Última atualização em Quinta, 13 de Dezembro de 2018, 12h15 | Acessos: 579

apresentação oral connepiEntre os trabalhos levados pelo IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim, para o XII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação (Connepi) esteve uma apresentação oral, com o artigo “Levantamento da fauna de Triatomíneos ocorrentes no município de Humaitá – Amazonas”. A exposição ocorreu no dia 29 de novembro, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Recife (PE).

O intuito era apresentar o artigo sobre triatomíneos encontrados em Humaitá, cujo trabalho teve o objetivo de realizar um levantamento preliminar da fauna de triatomíneos naquela cidade, analisando a positividade da infecção dos triatomíneos por tripanosomatídeos, protozoários que atuam como vetores na transmissão da doença de Chagas.

O Professor André Menezes afirmou, “o trabalho foi desenvolvido durante meu mestrado no programa de pós-graduação do CITA (Ciência Inovação, tecnologia para Amazônia) na Universidade Federal do Acre. Quando entrei para o IFRO, a Nathalee do Valle demostrou interesse em participar, fizemos uma boa parceria. Submetemos o trabalho para o Connepi com intuito de divulgar os achados do trabalho ainda que parcial, mostrar que temos registro de espécies de ‘Barbeiros’ na região, que ainda não tinham sido registradas. Sendo útil para futuras pesquisas mais profundas sobre o tema. E a apresentação oral no evento, foi muito importante para a orientanda, como consequência tiramos várias dúvidas da plateia sobre o tema abordado no trabalho. Isso é muito gratificante”.

Juntamente com seus bolsistas, o docente do Campus Guajará-Mirim possui dois projetos institucionalizados no IFRO com a temática doença de Chagas: “Identificação dos Tripanosomatídeos isolados em Triatomíneos no município de Guajará-Mirim, Rondônia”, aprovado no Edital 15/2018 – PROPESP/IFRO, e “Levantamento preliminar dos Triatomíneos no município de Guajará-Mirim, Rondônia”, do Edital 48/GJM/2018. “Temos também apoio de várias instituições como UNIR/Guajará-mirim, UFAC- LABMEDT, ICB-5, UNESP - Campus Araraquara”, acrescenta André.

Fim do conteúdo da página
-->