Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Mestrado em parceria com o Instituto Politécnico do Porto capacita servidores do IFRO

Publicado: Quarta, 28 de Agosto de 2019, 18h28 | Última atualização em Quarta, 04 de Setembro de 2019, 15h45 | Acessos: 533

A partir de outubro de 2019, mais dez servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia terão a possibilidade de aprimorar seus conhecimentos através da realização do Mestrado em Assessoria de Administração, ofertado em parceria com o Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP)/Instituto Politécnico do Porto (IPP), em Portugal. Esta já é a terceira turma em andamento, sendo que a 1ª turma iniciou as atividades em 2017. 

Segundo a Coordenadora de Pós-Graduação, Michele Gomes Noé da Costa, a primeira turma está em fase de defesa, com dois servidores que já defenderam suas dissertações. “Na primeira turma, o primeiro período de aulas ocorreu em Porto/Portugal, em 2017, já as atividades do 2º semestre ocorreram parte no Brasil, entre fevereiro e março de 2018, com a realização de aulas presenciais no Campus Porto Velho Calama. O terceiro período aconteceu novamente em Porto. A partir da 2ª turma, todas as atividades foram realizadas em Porto, com realização de 3 idas à Portugal”, explica Michele acrescentando que  esta parceria para a oferta de qualificação a nível stricto sensu é a com a maior quantidade de vagas direcionadas aos técnicos, e visa a qualificação para o trabalho e o desenvolvimento de pesquisas e publicações conjuntas entre as duas instituições.

Os demais alunos da 1ª turma têm até o mês de dezembro de 2019 para realizar a defesa de suas dissertações, que é caso da servidora Kelly Cristiane Catafesta, que trabalha no IFRO desde 2011.  À frente da Coordenação de Pagamento de Pessoal, setor da Diretoria de Gestão de Pessoas que cuida do pagamento dos servidores, aposentados e pensionistas, Kelly afirma que os conhecimentos, conceitos, técnicas e teorias das diversas matérias que teve contato no curso vão culminar com a melhoria dos processos de trabalho. “Destaco que o intercâmbio de conhecimento com os professores e com os colegas do curso também será aproveitado, visto que tive contato com diversos profissionais das mais diferentes áreas do conhecimento e de atuação no IFRO e todo mundo sempre tem um pouco a te ensinar”, pontua.

A pesquisa de Kelly se concentra na motivação no trabalho e visa identificar fatores motivacionais do público alvo (que são os servidores da Reitoria do IFRO), relacionados com a organização do trabalho, desempenho, reconhecimento, relações de poder e envolvimento. A pesquisa, segundo a acadêmica, está em fase de coleta de dados por meio de aplicação de questionário. O próximo passo é a escrita da dissertação.

Kelly afirma que o estudo influenciará no seu desempenho na instituição, uma vez que entrou em contato com conhecimentos específicos adquiridos com matérias estudadas no curso como Contabilidade e Psicossociologia, que são aplicados nas rotinas de trabalho, além de também ter relevância em campos mais pessoais de minha vida. “Por exemplo, o posterior aumento da remuneração por meio do Incentivo à qualificação irá proporcionar melhorias na minha estabilidade financeira, o que refletirá na minha qualidade de vida e consequentemente no meu desempenho profissional”, aponta ressaltando que “[...] uma organização que investe no desenvolvimento dos seus colaboradores ofertando oportunidades de qualificação, como é o Mestrado, desenvolve o engajamento pela instituição, comprometimento com os objetivos institucionais e com a qualidade na prestação dos serviços”.

Mateus Gomes dos Santos é outro servidor que está cursando o Mestrado em Assessoria de Administração no Instituto Politécnico do Porto (IPP). Professor de Contabilidade há dois anos e meio no Campus Jaru, o docente também atua como Diretor de Planejamento e Administração da unidade desde outubro de 2017 e iniciou o Mestrado em 2018. “O Mestrado está diretamente ligado a minha área de atuação docente e administrativa por estar alinhada com a minha base de formação e atuação. Já tenho implementado habilidades inovadoras em sala de aula, adquiridas no decorrer do curso, o que tem contribuído para o desenvolvimento profissional e assim a possibilidade de ofertar um produto de qualidade aos nossos discentes. Na gestão, também tenho implementado no cotidiano ferramentas que propiciam melhor desempenho das ações e a aplicação de estratégias nas tomadas de decisão demandadas pelo setor de atuação”, relata Mateus.   

A área de Marketing Institucional foi a escolhida por Mateus para sua pesquisa. O docente explica que seu estudo busca identificar o nível da Imagem Institucional do IFRO sob a ótica dos alunos e servidores. A pesquisa encontra-se na fase inicial de levantamento de modelos que podem ser utilizados para mensurar e atender o objetivo da pesquisa. “O estudo é essencial para o crescimento profissional na instituição. Nesse contexto, cabe mencionar a excepcionalidade que o Instituto trata a capacitação dos seus servidores e friso em afirmar que essa oportunidade a qual vivencio só se tornou possível em razão desse apoio que o IFRO tem proporcionado”, ressaltou.

Marcelo Tenório Matos Júnior irá iniciar os estudos no Instituto Politécnico do Porto (IPP) em outubro de 2019. O servidor, que está lotado na Diretoria de Planejamento e Administração (DPLAD) do Campus Porto Velho Calama e atua no IFRO há 6 anos, diz que sua expectativa no mestrado é de obter o máximo de conhecimento possível e contribuir com o avanço da instituição. “O Mestrado traz uma qualificação a mais para as atividades rotineiras do setor e aproxima os servidores das ferramentas necessárias para a melhora dos procedimentos. Toda capacitação feita pelos servidores beneficia a instituição. Servidores com conhecimento tornam a instituição capacitada para explorar novas possibilidades e ofertar produtos de qualidade”, ressalta o técnico administrativo em educação salientando que considera “[...] muito válida essa parceria, pois proporciona aos servidores não apenas a oportunidade de capacitação, como também de conhecer as estruturas e peculiaridades de uma instituição de fora do país. Sem dúvidas esse intercâmbio de conhecimento trará uma nova visão aos participantes e será relevante para o IFRO”, conclui.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página
-->