Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

CONPEX é concluído com número recorde de participantes

Publicado: Terça, 19 de Novembro de 2019, 12h58 | Última atualização em Quarta, 20 de Novembro de 2019, 15h12 | Acessos: 416

CONPEX 2019 11O VII CONPEX/IFRO (Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia) foi finalizado com sucesso no Campus Ji-Paraná. Realizado anualmente, o CONPEX reúne o Ensino com as áreas de Pesquisa, Extensão e Internacionalização. Este ano foi nos dias 30 e 31 de outubro, quando foram credenciados mais de mil participantes, de todos os dez campi e da Reitoria do IFRO e de outras instituições.

O VII CONPEX aconteceu em conjunto com o DaySoftware, o evento científico e de extensão do Campus Ji-Paraná, que recebeu mais 700 participantes, sendo a maioria de escolas estaduais do município, totalizando 1.741 participantes credenciados nos dois dias de evento. “Até o momento, foi o maior CONPEX em números. No total foram submetidos ao evento 450 trabalhos, sendo 310 aprovados para apresentação oral e banner”, afirma o Pró-Reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Gilmar Alves Lima Júnior.

O professor Gilmar ainda acrescenta que “um ponto de destaque foi a temática do evento, que reuniu 20 palestras e comunicações técnicas em torno da discussão das competências, habilidades e desafios que o profissional deve ter no futuro”. Nas palestras de abertura, Juliana Ribeiro de Alencar apresentou “O Profissional do Futuro” e Rosane Bom Hüsken trouxe a experiência do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) sobre “Educação Profissional e Tecnológica na Perspectiva Inclusiva”. E o próprio Pró-Reitor fez fala no período da tarde do primeiro dia sobre “Profissões do Futuro” e o representante do Campus Guajará-Mirim, Marcos Barros, trouxe a temática “Biotecnologia e o futuro da indústria farmacêutica”.

 Sobre o apoio institucional às ações científicas, o Reitor do IFRO, Uberlando Tiburtino Leite, enfatiza que “precisam acontecer no dia a dia de forma integrada, para que um percentual maior de alunos possa participar desses projetos, e em cada curso se sintam aptos a desenvolver seus trabalhos de pesquisa e extensão, integrados com as disciplinas e conteúdos que eles tenham visto. Conhecendo informações e também gerando novos conhecimentos”.

Estudantes, servidores e comunidade externa tiveram a oportunidade de conhecer as pesquisas que cada um desenvolve. Aprender a pesquisar e a empreender está entre o perfil atual que se espera dos egressos.  “Independente da área, passarem a ser geradores de vagas. Para terem condição de contribuir de forma efetiva para o crescimento deles e também do estado e município”, resume o Reitor.

Os dois dias do CONPEX foram de celebração de todas as ações institucionais nas unidades do IFRO. “Quando falamos em investimento na área da educação é de suma importância que uma instituição planeje e destine esses recursos, porque quando falamos recursos estamos falando na devolutiva para a comunidade interna e externa na forma de ações que vão contemplar os nossos estudantes com projetos que envolvam o ensino, a pesquisa, a extensão, a inovação e a internacionalização”, avalia o Pró-Reitor de Ensino, Edslei Rodrigues de Almeida.

Um dos exemplos citados pelo representante da Proen/IFRO são os recursos da assistência estudantil, que colaboram com a permanência no campus. “Hoje temos várias ações dentro do âmbito da assistência estudantil, desde o atendimento e acolhimento desse aluno, ambientação, atendimento psicológico educacional, e temos ainda os programas de assistência estudantil, de auxílio transporte, moradia, permanência ou o complementar, que vai favorecer a permanência desse aluno”.

A política voltada à permanência e ao êxito escolar na Rede Federal envolve a inserção do estudante na iniciação científica, vivência institucional e na extensão, sendo um dos diferenciais do IFRO. “Ao comparar um aluno que faz o Ensino Médio técnico e um aluno que faz o ensino médio regular, ele já participa da iniciação científica, quando chegar na graduação, isso para ele não vai ser uma novidade. Já vai estar um passo à frente dos demais. Como ele já se envolveu na pesquisa vai favorecer com que desponte mais ainda nas demais ações”.

 

Extensão

Conforme levantamento da Pró-Reitoria de Extensão (Proex/IFRO), somente na Mostra de Extensão foi um total de 102 apresentações de Banners. Tendo ainda uma Apresentação Oral, nove apresentações da Mostra Cultural e mais 11 apresentações de Banners da Mostra de Empreededorismo.  A Pró-Reitora de Extensão, Maria Goreth Araújo Reis, acrescenta que além das ações do Congresso, no mesmo período foi realizada uma oficina de utilização do Módulo de Registros de Ações de Extensão no Sistema Único de Administração Pública (SUAP), envolvendo servidores lotados nos Departamentos de Extensão dos campi (Depex).

Entre os destaques da Mostra de Extensão, estava o trabalho “Integração da agricultura orgânica na esfera urbana por meio da arte, cultura e tecnologias da comunicação”, representante do Campus Ariquemes, de autoria de Manoel Sampaio Schiavi (Coordenador) e Hugo Rodrigues Castor (Estudante colaborador).

Na Mostra de Empreendedorismo, os coordenadores Adriana Aparecida Rigolon, Juliano Christian Silva, Thiago José Sampaio Kaiser e Luiz Henrique Morais Aguiar apresentaram o projeto IRRIG-AÇÃO. O aplicativo de controle de irrigação desenvolvido no Campus Cacoal foi classificado para a fase final do Startup in School Google.

 E na Mostra Cultural, o Projeto Orquestra Jovem: IFRO e ação social pela música no Brasil, do Campus Ji-Paraná, se apresentou música contemporânea ao público do Congresso. O projeto é coordenado por Fernando Pinheiro, Rafael Fontinele e Rodolfo Fontinele.

 

Concurso de Poemas

Ainda entre as atividades desenvolvidas pela Pró-Reitoria de Extensão, o IV Concurso Entrenós de Expressão Literária: Produção e Declamação de Poemas movimentou o CONPEX. Regulado pelo Edital 6/2019/PROEX, os poemas inscritos e que chegaram à fase final foram avaliados por meio de uma Banca formada pelo escritor Francisco Carlos dos Reis e as professoras da área de Letras do IFRO, Regiani Leal Dalla Martha Couto e Dionéia Foschiani Helbel.

Na Categoria Estudante de Cursos Técnicos de Nível Médio, com o poema “Ansiedade” venceu a Estudante do Campus Porto Velho Calama, Daniele Menezes Marriele. E Melissa dos Santos Araújo (Campus Ariquemes) ficou em segundo com o poema “Quem é você?”.

Também do Campus Porto Velho Calama, a acadêmica Alcileide Santos da Silva foi a primeira colocada na Categoria Estudante de Nível Superior do IFRO, com o poema “Chicote”. E na Categoria Servidores do IFRO, Cacielli Gatto de Oliveira Jorge do Campus Colorado do Oeste, que declamou o poema “No ar vejo alegria?”.

Ensino

A Mostra de Práticas Exitosas do Ensino foi momento importante para evidenciar as práticas bem-sucedidas realizadas nos campi do IFRO. A finalidade é a de valorizar as práticas dos profissionais e estudantes envolvidos por meio de Apresentação de Banner e Relatos Orais.  “Organizado pela Pró-Reitoria de Ensino dentro do CONPEX para apresentar os resultados dos Projetos de Ensino desenvolvidos no IFRO, em editais ou iniciativas próprias do IF, coordenados por docentes, com participação dos alunos, vinculados ou não a um componente curricular”, explica a Coordenadora de Ensino Técnico (Centec/Proen/IFRO), Sandra Santos da Costa.

Na apresentação dos Banners, foram selecionados 25 trabalhos, apresentados no dia 30/10, para a equipe de avaliadores da Proen. O trabalho que se destacou foi a “Representação feminina na história da região central de Rondônia”, do Campus de Ji-Paraná. Nos relatos orais, no dia 31/10, estavam selecionados 16 trabalhos, organizados em três mesas temáticas, que adotaram a mesma metodologia de trabalho. Os autores apresentaram os trabalhos em tempo de até dez minutos, com o mediador realizando apontamentos com a finalidade de indicar os pontos positivos e também melhorias a serem implementadas.

Na primeira mesa, abordou-se “Metodologias em ensino de ciências e matemática”, mediada pelo professor Marco Aurélio de Jesus. A segunda temática foi mediada pela professora Jânia Maria de Paula: “Metodologias em ciências humanas e sociais”. E a terceira mesa teve como tema “Metodologias em ciências agrárias e biológicas”, mediada pela professora Viviane Maia Correia.

Utilizando a plataforma online LimeSurvey, a equipe da Proen avaliou os trabalhos, dos quais se destacaram: “Projeto Corporalmente” do Campus Porto Velho Calama, “Ifuture english club” do Campus Ariquemes e “Divulgação do horto medicinal do IFRO - Campus Cacoal por aplicativo móvel: um projeto integrador” do Campus Cacoal.

Seminário de Inclusão

O SEIND (Seminário de Inclusão e Diversidade), outro subevento da Pró-Reitoria de Ensino, teve por objetivo promover a formação, reflexão, difusão do conhecimento e troca de experiências a respeito da educação inclusiva, contribuindo para a formação dos/as profissionais da área, bem como ampliar a discussão e promover ações que contribuam para a garantia da inclusão educacional.

 A programação do SEIND deste ano foi organizada em três momentos, iniciando pela Palestra Educação Profissional e Tecnológica na Perspectiva Inclusiva com a representante do IFSul, Rosane Bom. No segundo momento, ocorreram as mesas temáticas: Tecnologias Assistivas, Diversidade/Inclusão Social, Acessibilidade Educacional. E em terceira ação a Roda de Conversa sobre Diversidade e Inclusão com a convidada do IFSul, professora Rosane, e as servidoras do IFRO Cleuza Diogo Antunes e Sonia Carla Gravena Cândido da Silva.

Na oportunidade, Cleuza compartilhou sobre sua participação do IncluIF 2019 em Brasília, representando o Instituto Federal de Rondônia. Já Sonia apresentou o mais novo Grupo de Pesquisa em Diversidade, Acessibilidade e Educação Inclusiva (GPDIN), formado na maioria por servidores do IFRO.

A Coordenadora de Educação Inclusiva (CEI/PROEN/IFRO), Claudete Marques das Neves, mostra alguns dos trabalhos apresentados e avaliados que tiveram destaques. Na mesa temática Tecnologias assistivas “O uso de tecnologia 3D de impressão para inclusão de alunos com deficiência visual”, apresentado pelo discente Lakhsmy Castro Magalhães do Campus Vilhena. Na mesa temática Acessibilidade Educacional “Libras para ouvintes: mãos amigas”, apresentado pelo discente Carlos Henrique Souza Costa do Campus Ji-Paraná. E na mesa temática Diversidade “Mulher Negra: A história que a história não conta”, apresentado pela discente Izabelly Júlia Rocha Silva do Campus Jaru.

  • CONPEX_2019_1
  • CONPEX_2019_10
  • CONPEX_2019_11
  • CONPEX_2019_12
  • CONPEX_2019_13
  • CONPEX_2019_14
  • CONPEX_2019_15
  • CONPEX_2019_16
  • CONPEX_2019_17
  • CONPEX_2019_18
  • CONPEX_2019_19
  • CONPEX_2019_2
  • CONPEX_2019_20
  • CONPEX_2019_3
  • CONPEX_2019_4
  • CONPEX_2019_5
  • CONPEX_2019_6
  • CONPEX_2019_7
  • CONPEX_2019_8
  • CONPEX_2019_9
Fim do conteúdo da página
-->