Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Licenciandos em Física vão a Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste

Publicado: Quarta, 11 de Outubro de 2017, 08h25 | Última atualização em Quarta, 11 de Outubro de 2017, 08h25 | Acessos: 623

Licenciandos em Física vão a Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste 1

Acadêmicos bolsistas e colaboradores que trabalham desenvolvendo ações no projeto do Programa Internacional Despertando Vocações para Licenciatura (PDVL) realizaram atividades em Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste nos meses de setembro e outubro. Eles cursam a licenciatura em Física no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Porto Velho Calama.

Cursando do terceiro ao oitavo período, eles realizaram as atividades sob coordenação da professora Márcia Barbosa. Durante ação ocorrida no dia 30 de setembro, os estudantes estiveram na Escola Carlos Drumond de Andrade, no período matutino. O objetivo da atividade foi demonstrar como a Física pode ser aplicada em várias áreas. O IFRO levou a Tenda da Física, uma atividade interativa executada com brincadeiras, demonstrações e experimentos para participação dos alunos do ensino médio.

Com essas ações a instituição desperta o interesse pela Física em estudantes do ensino médio. A acadêmica do Calama, Midiã Silva de Almeida, comenta que participar do PDVL proporcionou conhecer de perto as dificuldades e a vontade de aprender dos alunos de cada escola, “me incentivando a estudar e buscar novas técnicas e métodos que façam a Física ser de fácil acesso para eles. Já para os alunos a importância foi ainda maior, poder conhecer e entender a Física de forma lúdica proporciona a esses alunos novas descobertas e a vontade de aprender mais sobre o mundo da Física”. Midiã completa que “ensinar Física através das experiências relaciona o mundo científico com o dia a dia desses alunos, mostrando assim que a Física está ao alcance de todos e não só dos grandes gênios da ciência”. 

No Calama, o projeto PDVL teve como tema “A carreira docente na área de Física: incentivo ao diálogo entre a formação de professores e as práticas no ensino médio”. “O projeto PDVL é muito importante para a minha vida acadêmica. Ele contribui para o aumento do número de graduandos de licenciatura no sentido de estimular nos alunos o prazer pela docência. Aplicamos nas escolas métodos didáticos e bem dinâmicos, interagindo com os alunos a todo momento. É muito satisfatório fazer parte desse projeto, pois vejo que ao passar do tempo muitas pessoas perdem o interesse em ser professor, e isso é preocupante. Noto que toda vez que saímos das escolas que aplicamos o projeto, despertamos em pelo menos um aluno o interesse em cursar uma licenciatura”, conta Kelverton Willes Ferreira dos Santos, também da licenciatura em Física.

A licencianda em Física, Tifany Mickaely da Rosa Gomes, expõe que as ações do PDVL “mostra para nós, futuros docentes de Física, que é possível ensinar esta ciência mostrando ao aluno aplicações dos conceitos aprendidos em sala de aula, assim, sem deixar que aulas de Física fiquem resumidas em fórmulas e conceitos para decorar. Mostrar onde a Física se aplica no dia a dia desperta no aluno um desejo por conhecer ainda mais essa ciência que está muito presente em nosso cotidiano”.

Fim do conteúdo da página