Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

SIMPRAD em Vilhena debate Ensino, Pesquisa e Extensão

Publicado: Segunda, 11 de Junho de 2018, 12h53 | Última atualização em Quarta, 20 de Junho de 2018, 08h12 | Acessos: 394

 SIMPRAD Campus Vilhena 1

O III SIMPRAD (Simpósio de Pesquisa e Práticas Docentes) reuniu docentes, discentes e público externo no IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Vilhena. Realizado nos dias 28, 29 e 30 de maio, a terceira edição do evento refletiu sobre a prática pedagógica e a pesquisa, a partir do tema: “Ensino, Pesquisa e Extensão: abordagens, políticas e enfrentamentos”. Neste ano, registrou-se um número recorde de inscrições e também de submissões, superando os 800 inscritos como participantes e 53 trabalhos submetidos.

A proposta foi ampliar as discussões sobre a prática docente, articulando ensino, pesquisa e extensão, na perspectiva interdisciplinar do conhecimento. O evento contou com conferências, mesas redondas, oficinas, minicursos, sessões de comunicação e atividades culturais. Realizado desde 2016, o Simpósio vem se consolidando a cada ano, ganhando visibilidade e destaque no cenário educacional.

Segundo a comissão organizadora, as submissões são uma forma de oportunizar a sistematização e a socialização do conhecimento produzido pelos pesquisadores da área de educação, proporcionado debates no contexto reflexivo sobre a pesquisa como processo indissociável do fazer docente.

Segundo o Professor do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), Gerson Witte, “o III SIMPRAD foi um espaço privilegiado para uma reflexão sobre a pesquisa e a extensão para a prática de ensino, como um enfrentamento necessário em busca da garantia de políticas públicas que visem a concretização do currículo integrado no país. Nesse contexto, considero que as discussões, oficinas e palestras atenderam às expectativas dos educadores, pesquisadores, estudantes e demais profissionais ligados à educação, que participaram do evento”.

Ainda o conferencista convidado viu que “a comunidade envolvida em educação em Rondônia está disposta a analisar e promover transformações na educação, permitindo que o ensino técnico e tecnológico seja uma alternativa viável para o desenvolvimento econômico regional, mas valorizando também as questões culturais, sociais e ambientais. As principais temáticas do evento demonstram que integração das várias áreas do conhecimento como uma prioridade para Instituto Federal que promoveu o evento”, analisou Gerson.

A chefe do Departamento de Pesquisa do Campus Vilhena, Sandra Ferrari, afirma que “as discussões durante os três dias do SIMPRAD contribuíram para repensarmos nossas práticas docentes e tomarmos nosso lugar de profissionais da educação, responsáveis pela formação de mentes pensantes e críticas”. Sandra estava na comissão organizadora e disse ainda que “o tema do SIMPRAD incitou a ir além dos muros da instituição escola e fomentando a criação de ações pedagógicas que possibilitem a realização de projetos integradores, como proposta de prática em todos os níveis e modalidades da educação, fato que se comprova pela participação de grande número de professores e alunos de outras instituições de ensino”.

Em reunião de avaliação, a comissão organizadora classificou com êxito o evento, tendo como indicativo a sua consolidação. A equipe também fez apontamentos para o IV SIMPRAD, a ser realizado em 2019, para buscar mais uma vez dar visibilidade aos debates de ensino, pesquisa e extensão no cenário educacional.

 

Fim do conteúdo da página