Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudantes de Guajará participam de Jornada Científica na UNIR

Publicado: Quarta, 05 de Dezembro de 2018, 19h07 | Última atualização em Quarta, 05 de Dezembro de 2018, 19h46 | Acessos: 175

 

CDSA 1Alunos e professores do IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim, participaram da XIII Jornada Científica do Centro de Estudos Interdisciplinar em Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (CEDSA). Com a temática “Desenvolvimento Sustentável em Unidades de Conservação: fronteiras, gestão e mercados”, o evento debateu os resultados das pesquisas, dos programas de extensão e das atividades científicas dos pesquisadores do CEDSA e da Região Norte, bem como de outras regiões do Brasil, visando o desenvolvimento da ciência, do conhecimento científico, além de motivar novos projetos voltados para o desenvolvimento da Amazônia.

Realizada na Universidade Federal de Rondônia (UNIR) de Guajará-Mirim, de 21 e 23 de novembro, a Jornada desse ano ainda evidenciou a crise dos recursos naturais, a gestão de unidades de conservação, o desenvolvimento sustentável em região de fronteiras e a necessidade de uma mudança na relação da gestão e mercados, considerando a natureza e os espaços comuns em uma fronteira com a Bolívia, que tem mais de 90% do território como área de preservação no estado de Rondônia.

Os professores explicam que a participação no evento científico oportunizou aos alunos conhecer mais a temática de desenvolvimento sustentável das unidades de conservação, fronteiras, gestão e mercados. E também a divulgar os projetos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos no âmbito do Campus Guajará-Mirim do IFRO. Os alunos do Curso Técnico em Vigilância em Saúde participaram dos minicursos Produção Sustentável na Amazônia, Governança em Cidades Gêmeas, Mudanças Sociais por Obras de Grande Impacto e Tópicos em Direito Ambiental e o município de Guajará-Mirim.

Os acadêmicos da Licenciatura em Ciências, Frank Aguiar Cavalcante e Suelem Patrícia Lima de Oliveira, apresentaram na forma de banner os resultados do projeto de pesquisa e extensão “Sustentabilidade e Saúde nas Comunidades Tradicionais”. O projeto tem como tema central a questão da Sustentabilidade e da Saúde nas Comunidades Tradicionais ribeirinhas dos vales do Mamoré e Guaporé, e traz como objetivo desenvolver orientações de conscientização e capacitação sobre saúde e sustentabilidade para comunidades tradicionais ribeirinhas que vivem em situação de isolamento e em situação de risco, e as ações foram desenvolvidas nas comunidades ribeirinhas do Distrito de Surpresa entre os meses de setembro e outubro.

Segundo o Frank Cavalcante, “o evento foi um novo aprendizado para mim, com trabalhos excelentes, e que possuem suma importância para nós acadêmicos, nos ajudando a ter fé que nossos trabalhos são não só pra emitir certificados ou contar pontos. Mas que nossas pesquisas, a extensão e o ensino são para todos. E o nosso trabalho ser reconhecido e apresentado em um evento é uma das melhores experiências que um aluno pode ter em sua vida acadêmica”. Suelem Oliveira também gostou de ter participado. “Nós mostramos como foi o projeto do começo ao fim, e o principal objetivo do projeto que foi levar e receber conhecimento. Foi a primeira vez que apresentei um projeto, foi muito bom e enriquecedor”.

A docente Fabiana Alves relata que “apresentar o banner na XIII Jornada Científica CEDSA foi importante para divulgar o trabalho que estamos desenvolvendo juntamente com os discentes na elaboração dos instrumentos de promoção e prevenção da saúde e segurança de servidores e usuários do Campus Guajará-Mirim do IFRO”. Para a representante da turma, Dilma Bazán Ortiz, “o evento foi muito bom, pois nossa turma teve a oportunidade de assistir pela primeira vez uma palestra sobre impacto ambiental, as causas das degradações geradas pelas usinas e as maneiras de reverter aos danos ambientais gerados”.

Os professores Fabiana Alves e Douglas Piffer, membros da CISSP (Comissão Interna de Saúde do Servidor Público) do Campus Guajará-Mirim, apresentaram na forma de banner os resultados do projeto de ensino “Gestão de Riscos Ambientais: uma abordagem pedagógica e extensionista no âmbito do Campus Guajará-Mirim do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia”, que tem por objetivo promover o engajamento acadêmico no processo de implementação da gestão de riscos ambientais, oportunizando o aprendizado teórico-prático, a extensão das atividades às unidades de ensino parceiras, e a pesquisa científica a partir da análise dos dados obtidos no processo de mapeamento ostensivo e contínuo das condições de salubridade e periculosidade. O projeto foi desenvolvido junto às turmas do curso técnico em manutenção e suporte de informática integrado ao ensino médio e do curso técnico de informática integrado ao ensino médio na modalidade EJA.

Piffer ainda compôs a Mesa-Redonda Sustentabilidade em Unidades de Conservação, apresentando o tema “Sustentabilidade e Saúde nas áreas de fronteira”.  “Em minha participação busquei divulgar o trabalho realizado pelo Campus Guajará-Mirim do IFRO, no âmbito da educação em saúde, principalmente no tocante à saúde ambiental, bem como os impactos e resultados esperados a médio e longo prazo sob a saúde do município de Guajará-Mirim e Região, conforme proposições contidas no ‘Plano de Desenvolvimento Institucional do IFRO’ e no ‘Projeto Pedagógico do curso Técnico em Vigilância em Saúde’”, finalizou o professor.

Fim do conteúdo da página