Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Ação educativa é desenvolvida com alunos no Campus Vilhena

Publicado: Sexta, 15 de Março de 2019, 16h51 | Última atualização em Sexta, 15 de Março de 2019, 17h38 | Acessos: 382

Campus Vilhena Ação edicativa 2

Entre os dias 25 e 28 de fevereiro, foram realizadas atividades educativas sobre educação sexual com as turmas dos 2° anos dos Cursos Técnicos em Edificações, Eletromecânica e Informática integrados ao ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Vilhena.  A ação foi realizada em forma de rodas de conversa e dinâmicas para que o assunto pudesse ser entendido de forma descontraída e para incentivar o senso crítico e a reflexão nos adolescentes.

Foram abordados diversos assuntos relacionados ao tema, desde adolescência, alterações no corpo depois da puberdade, anatomia dos aparelhos genitais e reprodutores, gravidez na adolescência, métodos contraceptivos, sexualidade segura e doenças sexualmente transmissíveis (prevenção, transmissão, agente causador, sinais e sintomas).

Naianne Machado, enfermeira do campus e responsável pelas atividades, fez uma avaliação da proposta. “Essa programação é de suma importância, uma vez que o início precoce da vida sexual dos jovens, atrelado à falta de informação em decorrência da ausência de debates sobre educação sexual dentro das famílias e das escolas, tem contribuído para o aumento de doenças sexualmente transmissíveis e de gravidez na adolescência. Percebi que os alunos gostaram muito, participaram e fizeram muitas perguntas. Apesar da ampla quantidade de informações que a internet disponibiliza, notei que muitos ainda são carentes de conhecimento, talvez por vergonha, por medo ou pela dificuldade de filtrar quais são as informações verídicas e quais são os mitos sobre a temática”, explicou a servidora.

 O Diretor-Geral do campus, Aremilson Elias de Oliveira, complementou. “A ação é importantíssima porque contribui para a formação integral dos discentes, estimula o desenvolvimento da pessoa e o respeito por si e pelo outro.”

Fim do conteúdo da página