Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudantes do Campus Guajará desenvolvem ação social para idosos

Publicado: Segunda, 03 de Dezembro de 2018, 16h19 | Última atualização em Segunda, 03 de Dezembro de 2018, 16h27 | Acessos: 251

Campus Guajará Ação Social 6

Alunos das turmas de 1º ano do curso técnico de Manutenção e Suporte em Informática Integrado ao ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Guajará-Mirim, participaram no dia 16 de novembro de uma ação social realizada na casa do Ancião São Vicente de Paula. Além de doarem produtos de higiene pessoal, os estudantes realizaram apresentações musicais e de pintura, e também explicaram sobre os componentes básicos de computadores.

Segundo o coordenador do projeto, Professor Ivson Monteiro Viana, a atividade objetivou promover uma ação social construída pelos estudantes e interação com a comunidade em que estão inseridos, gerando crescimento profissional e aplicação dos conhecimentos adquiridos em seu percurso de formação. “Foram feitas doações de produtos de higiene pessoal para os idosos, arrecadados pelos alunos do turno matutino e um lanche organizado pelos estudantes do turno vespertino junto com os idosos. Tivemos apresentações com músicas para que os idosos pudessem reviver momentos felizes em suas vidas por meio das lembranças que as músicas proporcionaram para esse público, além de exposição de artes com pinturas desenvolvidas pelos próprios alunos do curso”, elencou. 

O professor destacou também, que durante a visita, outras atividades foram desenvolvidas. “Como parte do itinerário formativo dos jovens, foram apresentados aos idosos componentes básicos de um computador e uso dos sistemas operacionais. Os estudantes puderam expor os conhecimentos adquiridos nas disciplinas profissionalizantes do curso de manutenção e suporte. O impacto que a ação do projeto integrador teve superou as minhas expectativas. Os estudantes demonstram um grande crescimento profissional por conseguirem aplicar as disciplinas formativas de forma integrada e em prol de melhorar a comunidade em que eles estão inseridos”, explicou o docente.

Fim do conteúdo da página