Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

PROEN treina servidores de Guajará no uso e aplicação de tecnologias assistivas

Publicado: Quinta, 10 de Maio de 2018, 10h21 | Última atualização em Quinta, 10 de Maio de 2018, 10h21 | Acessos: 373

PROEN Capacitação em Guajará 21

O treinamento sobre o uso e aplicação de tecnologias assistivas foi levado pelo IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), por meio da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), para servidores do Campus Guajará-Mirim. Realizado nos dias 19 e 20 de abril, o treinamento visou à aplicação de tecnologias a serem trabalhadas com estudantes que possuem deficiência visual severa ou moderada.

Segundo o Coordenador de Educação Inclusiva da Proen, Moisés Lima, a capacitação foi voltada aos servidores que atuam no NAPNE (Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas), CAED (Coordenação de Assistência ao Educando) e também docentes. “Em atendimento a essa demanda foram direcionados ao Campus Guajará-Mirim alguns materiais e equipamentos para fazer adaptações e adequações de materiais que contribuirão substancialmente para o processo de ensino-aprendizagem dos estudantes com necessidades específicas. Os materiais e equipamentos foram enviados pelo Ministério da Educação para o Instituto Federal de Rondônia com o objetivo de atender estudantes da Rede Federal de Educação”, explica o Coordenador.

Os equipamentos destinados ao campus e utilizados durante o treinamento foram: 1 Kit de Lupas Manuais; Kit de Material Escolar I: 2 cadernos para escrita ampliada, 4 lápis de escrever, 1 conjunto de lápis de cor ponta grossa, 5 canetas ponta grossa e 1 mochila; 3 Kits de Material Escolar III: 1 punção, 1 soroban, 1 reglete de mesa, 1 calculadora sonora, 1 guia de assinatura, 1 kit de desenho geométrico, 1 geoplano e 1 mochila; 4 Lupa de cabeça com 3 lentes de aumento e 2 Leds MG; 5 Impressora PP Braille Index Basic-D V4; e 6 Digitalizadores e Leitores Automáticos SARA PC.

Os materiais e equipamentos possuem a finalidade de atendimento de pessoas com deficiência visual, sendo que o seu uso potencializa o acesso à informação de maneira eficiente. Como destaque, através da Impressora Index Basic é possível adaptar conteúdos de Língua Portuguesa, Química, História e outras matérias, para a linguagem mundial de Braille, sistema de leitura e escrita utilizado pelos deficientes visuais para leitura e produção de conteúdo.

Já com o Scanner Sara PC faz-se a digitalização de documentos e os transforma em áudio, com possibilidade de ouvi-lo em vozes e velocidades diferentes. Outro recurso do equipamento é o de imprimir e salvar o que se ouve, sendo também possível fazer adaptações para leitura de documentos com fontes e contrastes em tela de maneiras diferentes, com o objetivo de atender estudantes com baixa visão. Na avaliação geral dos organizadores, essas e outras atividades fortalecem as ações da Coordenação de Educação Inclusiva do IFRO, “que tem realizado esforços para implementar a inclusão educacional de estudantes dentro da instituição e tentar eliminar todas as barreiras que se apresentam”, finaliza Moisés Lima.

Fim do conteúdo da página