Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Pesquisa, Inovação e Pós-graduação são trabalhadas em palestra no Campus Colorado do Oeste

Publicado: Quinta, 04 de Outubro de 2018, 10h00 | Última atualização em Quinta, 04 de Outubro de 2018, 10h00 | Acessos: 369

Visita do pró reitor de pesquisa do IF Goiano ao Campus Colorado 1

Acadêmicos e servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Colorado do Oeste, prestigiaram na segunda-feira, 1º de outubro, palestras sobre pesquisa, inovação tecnológica, pós-graduação e integração ensino-pesquisa-extensão. As palestras foram proferidas pelo Pró-Reitor de Pesquisa do Instituto Federal Goiano (IF Goiano), instituição que recebeu em 2017 o conceito institucional 5 do Ministério da Educação (MEC)

O palestrante, Fabiano Guimarães Silva foi professor e Pró-Reitor de Pesquisa do IF Goiano, que é o mais verticalizado de toda a rede dos Institutos Federais, com vários programas de Mestrado e com programa de Doutorado. A atividade foi divida em dois momentos, sendo um voltado aos estudantes de cursos superiores e o segundo voltado aos servidores.

Na palestra para os acadêmicos, o pró-reitor expôs como o IF Goiano é formado, principalmente na área de pesquisa e pós-graduação, além de relatar experiências da instituição, especialmente atividades desenvolvidas pelos acadêmicos. Ele também destacou a relevância da iniciação científica. “É importante investir em programas que visam o desenvolvimento do pensamento científico, iniciação a pesquisa, desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação. O aluno que participa de iniciação científica é melhor preparado para o mercado de trabalho, pois, dentre outros conhecimentos, aprende a resolver situações inesperadas”, afirmou Fabiano.

Caio Felipe Monteiro das Neves, acadêmico do 3º período do curso Zootecnia, elogiou a atividade por mostrar a potencialidades da verticalização do ensino e desenvolvimento acadêmico na instituição. “Vimos que as práticas desenvolvidas em projetos de pesquisa, por exemplo, ajudam muito a complementar nossa formação. Inclusive, essa palestra ajudou a despertar em mim o interesse em participar de projetos de pesquisa, especialmente na área vegetal. Também percebemos que podemos realizar projetos que são benéficos para nosso curso agora e para futuros acadêmicos”.

No encontro com os servidores docentes e técnicos, o pró-reitor debateu a importância da integração da pesquisa com o ensino e a extensão, além do desenvolvimento da verticalização do ensino. “Se não tivermos formas de atrair a atenção do estudante, vamos continuar dizendo que nossos estudantes não têm interesse, vamos perdê-los para outros atrativos, como redes sociais e afins, e formaremos profissionais não preparados para o mercado de trabalho. Como resolver isso? Pela atração via pesquisa”, comentou Fabiano.

Fim do conteúdo da página