Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Campus Cacoal estabelece UEP de hidroponia

Publicado: Quinta, 08 de Fevereiro de 2018, 18h57 | Última atualização em Quinta, 08 de Fevereiro de 2018, 19h10 | Acessos: 595

Mudas transplantadas para os canais de cultivo levam em média 25 dias para serem colhidas

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Cacoal, iniciou na última terça-feira (6) o cultivo em sua Unidade Educativa de Produção (UEP) de Hidroponia. Construído com recursos próprios, o novo ambiente pedagógico já está apto a receber alunos e membros da comunidade interessados em aprender sobre esta modalidade de produção, utilizada principalmente para hortaliças folhosas.

O projeto de construção da UEP de Hidroponia foi conduzido pelo técnico em agropecuária do Campus Cacoal, Heleno dos Santos, que desenvolveu o projeto considerando as condições ideais para este tipo de produção. “Esse cultivo exige uma temperatura adequada da água, a proteção da radiação solar e um equilíbrio adequado de todos os nutrientes necessários ao desenvolvimento da planta”, explicou.

Com duas plataformas, o ambiente construído no campus tem capacidade para produção de até 480 unidades, com algumas vantagens sobre o cultivo em solo. “A maior vantagem é o tempo de produção. Aqui, a hortaliça pode ser colhida com 25 dias, enquanto no modelo tradicional esse tempo varia em média 45 dias. Além disso, a hortaliça de hidroponia tem maior resistência na venda final, mantendo boa aparência e qualidade da sua folhagem por até três dias, se exposta em bancas ou supermercados”, destacou o técnico.

Para ele, o modelo de hidroponia também ganha vantagem no impacto ambiental, utilizando uma quantidade inferior de água para a produção do alimento. “Neste sistema, a água percorre os canais de cultivo e retorna ao reservatório, para oxigenar o líquido. Para essa estrutura, adaptamos uma bomba de máquina de lavar para impulsionar a solução nutritiva até a tubulação de transporte, a fim de que ela percorra novamente os canais”, detalhou.

Chefe do Departamento de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão (Diepe) do Campus Cacoal, Dierlei dos Santos explicou que a nova UEP vem suprir uma necessidade do departamento na promoção de um ambiente para que os alunos tenham contato com uma importante forma de cultivo. Além disso, ele acrescentou que o ambiente segue o mesmo padrão das demais unidades e também está aberta à população.

“O IFRO produz conhecimento, mas não encerra ele dentro da nossa unidade. Qualquer pessoa da comunidade ou produtores que queiram conhecer essa metodologia, tirar dúvidas ou propor ideias podem visitar o nosso campus. Temos uma equipe pronta para oferecer um atendimento adequado e promover essa extensão entre o nosso trabalho e as necessidades da nossa região”, ressaltou.

Diretor-Geral do campus, Davys Sleman também reconheceu o importante trabalho realizado na elaboração e construção da UEP. “Devemos muito ao seu Heleno, como é carinhosamente chamado entre nós, de onde nasceu a iniciativa e o esforço para a realização deste projeto, em parceria com o Diepe. Estamos satisfeitos de ofertar aos nossos alunos mais uma ferramenta de ensino e de pesquisa, que pode render inovações tecnológicas para todos os nossos produtores”, destacou o diretor.

View the embedded image gallery online at:
https://portal.ifro.edu.br/cacoal/noticias/4329#sigFreeId31011e4922

Fim do conteúdo da página