Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudantes de três cursos do Campus Calama estiveram na Campus Party

Publicado: Quinta, 01 de Março de 2018, 10h55 | Última atualização em Quarta, 18 de Abril de 2018, 18h39 | Acessos: 785

CAMPUS PARTY Campus Porto Velho Calama 3

Estudantes dos cursos técnicos em Química, Informática e Eletrotécnica do IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Porto Velho Calama, participaram da Campus Party, realizada de 31 de janeiro a 4 de fevereiro, no Anhembi, em São Paulo (SP). Alunos de outros campi do IFRO também estiveram no evento.

Cursando o terceiro ano do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, Jonas Wellington Menezes de Andrade, avalia a oportunidade de participar de um evento com o reconhecimento que tem a Campus Party no mundo foi de imensa gratificação. “Estar diante de grandes profissionais como empreendedores, cientistas e escritores contribui enormemente para o desenvolvimento do conhecimento de qualquer aluno. Foi uma das melhores experiências que já tive desde que ingressei nesse mundo surpreendente da tecnologia”, comentou ele.

Ter participado do evento também foi uma experiência incrível para Danielle Marrieli, da Eletrotécnica: “são outros horizontes que acabamos explorando e descobrindo mais ainda sobre a tecnologia que nos rodeia. A participação no desafio Sebrae Like a Boss foi uma oportunidade muito importante para que pudéssemos receber críticas construtivas quanto a nossa startup e não somente isso, fomos com uma ideia e voltamos com várias. Foi a partir das experiências e necessidades observadas que procuramos buscar soluções que possam ser desenvolvidas para a resolução desses problemas”. A estudante complementa ter sido a “realização de um sonho, e o que foi absorvido durante o evento vai repercutir durante muitas atividades que pretendo realizar na instituição”.

A Campus Party é considerada como a maior experiência tecnológica do mundo que une jovens geeks em torno de um festival de inovação, criatividade, ciências, empreendedorismo e universo digital. O Professor do Curso Técnico em Informática, Cledenilson Martins, foi um dos acompanhantes da turma do Porto Velho Calama na experiência como campuseiro. Ele diz ter vivenciado muitas surpresas, pois “cada dia foi um show diferente, com muitas atividades ocorrendo ao mesmo tempo e a dúvida de escolher qual palestra ou workshop porque todos eram muitíssimo interessantes. É um evento que vai muito além do que apenas um evento de informática, mas sim um mega evento de inovação em diversas áreas. Eu me sinto muito feliz por ter participado foi uma experiência enriquecedora”.

É durante a Campus Party que se criam espaços para que a energia das novas gerações digitais encontre um lugar para reescrever o código fonte do mundo. Desde 2016 o Departamento de Extensão do Campus Calama contribui para que os alunos possam participar das atividades nacionais. “A 11ª edição da Campus Party Brasil 2018 não foi diferente, pois enviamos dois servidores e seis alunos, além de o Campus Calama ceder o ônibus para atender o Edital PROEX 03/2017 que organizou a ida do IFRO a São Paulo”, explica o Chefe do DEPEX, Rodrigo M. Martins, que afirma ainda que o alto nível tecnológico permite aos participantes do IFRO potencializar suas formações profissionais e de vida.

“Participar da Campus Party 2018 foi uma experiência ímpar tendo em vista que este é o maior evento de tecnologia da América Latina, desta maneira os alunos puderam perceber que os projetos desenvolvidos por eles podem tomar proporções maiores e serem ainda patrocinados por grandes empresas. Com o apoio do Sebrae os alunos aprenderam muito mais sobre empreendedorismo, realmente um ensino que promove a quebra de paradigmas e fronteiras, nossos alunos tendo a oportunidade de mostrar seus talentos com o apoio do IFRO”, registraram a Professora do Curso Técnico em Química, Amanda Feitosa Cidade, e os alunos do 2º ano do Técnico em Química, Laura Bassani Mendonça, Jonas Soares Mesquita e Maria Carolina Martins da Silva.

Nesta edição participaram cerca de 12 mil “campuseiros”. Kelwin Oliveira Brito, do Técnico em Informática, entende que foi aberto a ele um “leque de possibilidades para o futuro da minha carreira, com as palestras e com as experiências e conhecimentos adquiridos com outros participantes”.

Fim do conteúdo da página