Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Professor do IFRO é um dos 41 selecionados em chamada pública do MEC

Publicado: Segunda, 05 de Março de 2018, 10h09 | Última atualização em Segunda, 05 de Março de 2018, 10h10 | Acessos: 871

capacitação mec

Um servidor do IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia) está entre os professores da Rede Federal com projeto aprovados na Chamada Pública 01/2017 da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC), com apoio Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). A Capacitação em Gestão da Inovação foi realizada de 26 a 28 de fevereiro, em Brasília. As aulas são realizadas nos mesmos moldes do programa Innovation Management Professional (IMP), oferecido pela maior instituição de ensino privado da Alemanha, a Steinbeis University Berlin, e buscam promover a inovação com base na transferência de conhecimento e gestão da inovação.

O projeto do professor do Campus Ariquemes, Claudinei de Oliveira, trata do uso de metodologias e ferramentas tecnológicas para o mapeamento e acompanhamento dos adensamentos vocacionais em inovação no Território do Vale do Jamari. Ele explica que “primeiramente deverá ser implementando no Campus Ariquemes nos próximos 24 meses, com acompanhamento de um coaching da Steinbeis-Sibe. Após a tecnologia deverá ser transferida para toda Rede Federal, que é o propósito final do projeto”.

Segundo informações do Ministério da Educação, mais de 120 professores de todo o Brasil participaram da seleção, e 41 tiveram os seus projetos aprovados. No total, os selecionados terão 360 horas/aula e 600 horas de dedicação ao projeto, em 11 encontros mensais presenciais em Brasília e mais um evento para apresentação final dos trabalhos, além de uma imersão de 80 horas (aproximadamente duas semanas) na Alemanha.

Durante o módulo 1 do curso foi abordando o Innovation Framework, que pautará todas as atividades previstas para o ano, e apresentado um panorama de como o mercado enxerga, hoje, processos de inovação. Conforme a Steinbeis-Sibe do Brasil, a etapa colocou em pauta a importância da visão estratégica na definição de um portfólio de projetos capaz de direcionar a instituição rumo aos objetivos visados pela estratégia. Innovation learning também faz parte desse debate, estabelecendo como combinar inovação a processos de gestão do conhecimento.

O professor Claudinei conclui dizendo que além do IFRO, há representantes de outras 17 instituições que compõem a Rede Federal de Educação Tecnológica.

Fim do conteúdo da página