Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Gestores avaliam 2ª edição do Conect

Publicado: Terça, 12 de Setembro de 2017, 18h48 | Última atualização em Terça, 12 de Setembro de 2017, 20h09 | Acessos: 220

Conect IFRO

Durante os dias 04, 05 e 06 de setembro, lideranças do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) reuniram-se em Porto Velho (RO) para discutir e traçar objetivos quanto a três áreas: estratégia, comunicação e tecnologia.  Aproximadamente 140 pessoas participaram do evento.

Para o Reitor Uberlando Tiburtino Leite, o evento cumpriu com o esperado, promovendo debates e encaminhamentos consistentes.  “Foi extremamente adequado discutir estratégia, pois em 2017 nós iniciamos a elaboração do planejamento estratégico e também a elaboração do documento mais importante da instituição que é o PDI, cuja minuta foi lançada no Conect. Isso foi um diferencial do nosso evento e esperamos conseguir de fato começar a implementar o planejamento no instituto federal”, comentou. 

Maria Fabíola Moraes da Assumpção Santos, Pró-Reitora de Desenvolvimento Institucional, reforçou a importância de colocar o planejamento do IFRO em pauta. “Acredito que nós vamos alcançar o objetivo da estratégia do planejamento, porque nós estamos mobilizando os principais atores que vão fazer com que esse planejamento seja executado, então todas as palestras e pautas tratadas foram com esse objetivo de comunicar o que está sendo feito, o que está sendo planejado, para realmente engajar a equipe na execução dos nossos objetivos”, disse.

 Segundo o Diretor-Geral do Campus Vilhena, Aremilson Elias de Oliveira, as três áreas que estavam em pauta no Conect ajudam os gestores na tomada de decisão. “Saímos um pouco das discussões sobre ensino, pesquisa e extensão que são nossas atividades principais e voltamos nosso olhar para essas áreas que ficam nos bastidores, mas que fazem com que todo o Instituto funcione. Cinco servidores do campus participaram do evento, o que é muito positivo, porque a partir do momento que mais servidores tenham conhecimento sobre planejamento, haverá maior replicação das informações”, explicou. 

O Chefe do Departamento de Extensão, Fernando Ferreira Pinheiro, que representou a Direção-Geral do Campus Ji-Paraná, disse que o evento o levou a pensar de forma eficiente para a ação de planejar, a partir da adoção da estratégia, da comunicação e da tecnologia.  “Durante o evento foi possível compreender o quanto é importante o planejamento para a gestão pública e o reflexo disso em nossas ações no campus. Certamente levaremos esse aprendizado para nossa unidade, destacando como crescer num momento de crise com recursos reduzidos, pois a definição de ser um bom gestor se dá exatamente nesses momentos”, salientou.      

Renato Delmonico, Diretor-Geral do Campus Jaru, destacou a importância do Congresso em virtude do cenário econômico atual do país. “Reforça o trabalho da gestão do planejamento que vem sendo feito e foca na estratégia, na inserção da tecnologia e na importância da comunicação também. Nós estamos à frente do Campus Jaru, que está iniciando as suas atividades, e se esse planejamento já vem de início isso vai fortalecer o nosso desenvolvimento, a oferta de novos cursos, a infraestrutura, a nossa inserção na região e a divulgação de nossas ações. Então o evento está se tornando cada vez mais importante na nossa instituição, por estar sempre colocando em pauta questões de extrema importância para o cumprimento da nossa missão institucional”, destacou.

Conforme o Diretor-Geral do Campus Guajará-Mirim, Vagner Schoaba, o Conect permitiu visualizar o que é preciso ser feito para que os objetivos institucionais sejam atingidos. “Oportuniza que a gente conheça o que já foi feito, para fazer uma delimitação do que já foi feito e o que temos a fazer e quais os caminhos são necessários para atingir esses objetivos. O Conect está em processo de aprimoramento e vemos que isso gera uma boa imagem para o Instituto, com a comunidade reconhecendo o IFRO como uma instituição de excelência e cada vez mais profissionalizamos os processos de gestão”, pontuou.

O Diretor-Geral do Campus Porto Velho Calama, Marcos Aparecido Atiles, ressaltou que o evento promoveu a aquisição de vários conhecimentos para os participantes, como por exemplo, na área de tecnologia. “São várias implementações que o instituto está fazendo no momento como, por exemplo, o SEI, que foi implantado recentemente no Instituto. Aprendemos como dinamizar isso através das palestras que participamos, tanto no que se refere ao uso do SEI como também na aquisição dos equipamentos de informática que devem estar bem especificados no PDTI.”, apontou.

Para a Diretora-Geral Substituta do Campus Colorado do Oeste, Rosânia Araújo Silva Cancian, “[...] a maior contribuição que eu pude extrair e que acredito que todos os campi vão aproveitar é essa expertise trazida tanto da Polícia Rodoviária Federal quanto a experiência do professor Juliatto no que se refere ao uso do SEI e as informações sobre a Rede Federal de Educação Profissional focando na gestão e na sustentabilidade”, resumiu.

As palestras de comunicação foram destacadas pelo Diretor-Geral do Campus Cacoal, Davys Sleman. “O Conect é um momento importante para todos os campi, estamos fazendo um trabalho muito grande para melhorar a nossa comunicação, com o objetivo de tornar mais transparente as nossas ações. Através das palestras de comunicação ficamos inteirados de mais mecanismos e ferramentas para que possamos aprimorar nosso trabalho”, falou.

Osvino Schimidt, Diretor-Geral do Campus Ariquemes, ressaltou que em tempos de crise o conhecimento é um grande aliado para superar as dificuldades.  “Teremos mais chances de vencer à medida que nós nos apropriamos de técnicas para driblar a crise momentânea, e a comunicação, a tecnologia e o planejamento são áreas que podem nos conduzir dentro desse momento financeiramente difícil que estamos passando”, disse.

 De acordo com Gilberto Laske, Diretor-Geral do Campus Porto Velho Zona Norte, o Conect propiciou uma imersão em áreas essenciais para o funcionamento das instituições públicas.  “É muito difícil que uma entidade consiga atuar de uma forma conjunta com a sociedade sem utilizar essas três variáveis da administração pública. Hoje em dia sem estratégia a gente não chega a lugar nenhum, sem comunicação nós não conseguimos alcançar o nosso público-alvo, e a tecnologia é outra ferramenta que faz com que a estratégia e a comunicação sejam realmente mais eficazes. O congresso chegou para abarcar todas essas áreas e nos auxiliar a ter uma produtividade maior e a conseguir atingir os objetivos estabelecidos no nosso planejamento estratégico”, finalizou.  

Fim do conteúdo da página