Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

IFRO participa da 31ª Exposição Agropecuária de Colorado do Oeste

Publicado: Domingo, 18 de Junho de 2017, 12h38 | Última atualização em Quarta, 13 de Setembro de 2017, 15h59 | Acessos: 549

ifro col expocol 2017 dia 15 jun 178

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Colorado do Oeste, marcou presença na 31ª Exposição Agropecuária de Colorado do Oeste (EXPOCOL), que ocorreu de 14 a 18 de junho de 2017. Servidores e alunos participaram da Cavalgada de Abertura do dia 14, que percorreu as ruas e avenidas da cidade. E o estande do IFRO, já tradicional no evento, atraiu pessoas interessadas em conhecer mais sobre as atividades desenvolvidas e cursos ofertados na unidade, chegando a receber uma média superior a dois mil visitantes ao dia.

E quem visitou o estande foi convidado a degustar diversos tipos de queijos, doces, embutidos e defumados produzidos na agroindústria da unidade, observar as atividades expostas, além de tirar fotos no painel do #IFROnaEXPOCOL. As fotos estão disponíveis na página do Campus no Facebook.

Outro destaque deste ano foi a realização de palestras durante a tarde, voltadas aos produtores rurais. Na sexta-feira (16), o professor Abílio Ciríaco trabalhou o tema de melhoramento genético de gado leiteiro. Já no sábado, o professor Rafael Reis discutiu sobre boas práticas na ensilagem.

Normando Quintans, presidente da comissão organizadora do estande do IFRO, avalia que a participação da instituição no evento foi excelente. “Neste ano aumentamos nossa área, que passa de quinhentos metros quadrados, o que permitiu trazermos ainda mais atividades para expor. E percebemos também o aumento número de visitas no estande, mostrando o interesse que as pessoas têm em saber o que o IFRO desenvolve”, comenta Normando.

Para a Diretora-Geral do Campus Colorado, Larissa Ferraz Bedôr Jardim, a participação do IFRO neste evento é de grande relevância, pois é uma oportunidade de transmitir para a comunidade o conhecimento gerado dentro da instituição. “É ótimo podermos mostrar o trabalho que desenvolvemos e oferecermos um incentivo para as pessoas conhecerem mais sobre o mundo em que vivemos, além de também possibilitar aos produtores rurais conhecerem novas técnicas de produção de cultivo, de e de processamento”, explicou Larissa.

Trabalhos Expostos
Neste ano o estande foi ampliado, contanto com 520m² e expondo mais de 22 atrações de diferentes áreas desenvolvidos no Campus Colorado do Oeste. Os projetos eram apresentados por estudantes de todos os cursos ofertados no campus: Técnico em Agropecuária Integrado, Engenharia Agronômica, Licenciatura em Ciências Biológicas, Gestão Ambiental, Zootecnia e Tecnologia em Alimentos.

Na área de animais, os visitantes podiam se aproximar de bovinos e búfalas que passaram por um processo de adestramento racional, além de contemplar ovinos e coelhos criados no campus. Sobre apicultura, era possível conhecer as etapas de produção do mel e os equipamentos utilizados. O Projeto Ensilagem exibiu vários tipos de silos, além contar com banner interativo e vídeos sobre como funciona a ensilagem, desenvolvidos em parceria com o Projeto Câmera Escura.

Também foi possível conhecer mais sobre o mosquito da dengue, observando em microscópios do trailer laboratório os estágios de desenvolvimento dele, além de observar animais conservados em formol. Além disso, foi apresentada a entomologia agrícola para controle alternativo de pragas de grãos armazenados, com exibição de vários espécimes de insetos. E os acadêmicos de Tecnologia de Alimentos explicaram vários conceitos da área, especialmente sobre higienização, mostrando na prática a maneira correta de lavar as mãos.

Já o Clube de Astronomia Stride oferecia aos visitantes a oportunidade de observar os astros através de um telescópio. E os visitantes ainda puderam conhecer vários projetos desenvolvidos no campus por servidores e acadêmicos, como projeto de reciclagem com uso de pneus, técnicas de enxertia de plantas frutíferas, amostragem de solo, preservação e recuperação de áreas degradadas, a hidroponia de alface, a Horta de Varanda, a rotação de culturas, e Biodigestor para utilização de resíduos de origem animal.

Fim do conteúdo da página